Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/06 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 17/06 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 17/06 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 17/06 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 17/06 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 16/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 16/06 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Primeira loja de preservativos francesa vira atração em Paris

Por
Primeira loja de preservativos francesa vira atração em Paris
 
Marc Pointel, dono da loja 'Rei da Camisinha' Foto: (RFI Brasil)

Inaugurada em novembro, ‘Roi de de la Capote’ (Rei da Camisinha em tradução livre) a primeira loja especializada em camisinhas da França, abriu as portas em novembro em Paris e já é um sucesso de público. São cerca de 200 modelos, dos clássicos aos mais inusitados, como o preservativo para circuncidados.

O espaço criado pelo publicitário Marc Pointel, que atua no ramo desde que criou uma loja virtual, há 8 anos, não é apenas um amontoado de prateleiras com produtos de tamanhos, gostos e estilos diferentes. Trata-se também de um local onde os clientes podem ter conselhos personalizados e o sexo não é tabu.

Formado em Sexologia, Marc Pointel é um exímio conhecedor do tema, mas confessa ter tido dificuldade para colocar sua ideia em prática no início.

"Eu queria uma loja elegante, luminosa e refinada, assim o clientes não têm medo de entrar e ficam surpresos, muito surpresos. Fazia anos que eu queria abrir uma loja, mas quando o nome é Rei da Camisinha, não é simples", diz.

Apesar da seriedade do negócio, que envolve não somente sexualidade mas também prevenção contra a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis, não faltam histórias hilárias ocorridas neste primeiro mês de funcionamento.

"Minha cliente mais idosa tem 98 anos, e veio à loja de braço dado com a filha, que estava muito sem graça. Ela deu uma cotovelada nela, na porta, e disse, ‘ eu quero entrar na loja Rei da Camisinha, e ver o que é.’ Sua filha estava mais incomodada do que ela", conta o publicitário.

Récem-aberta, a loja também atendeu, durante o Natal, muitas mães de adolescentes. Preocupadas com o início da vida sexual de seus filhos, elas decidiram comprar um presente diferente e aproveitaram para perguntar o que seria mais adequado para um jovem que está descobrindo o sexo.

Marc Pointel expica que o mais recomendável é uma marca de preservativo com a segurança reforçada, adaptado à 'inexperiência' e menos sujeitos aos acidentes.

A camisinha para circuncidados, um dos produtos exclusivos da loja "O Rei da Camisinha" (Foto: RFI Brasil)

A diferença está no material : em vez do latex, o produto é fabricado com poliisopreno ou poliuretano, mais resistentes e finos e com pouco risco de estourar no momento do ato sexual.

Além dos aspectos ligados à saúde, existe também a diversão pura e simples, explica o publicitário.

Uma delas é o preservativo fosforescente, que brilha no momento da ereção e é o mais vendido da loja. Outro produto bastante procurado é a camisinha de 95 tamanhos, que se adapta ao comprimento e largura do pênis.

A adaptação à morfologia em casos específicos também é levada em conta. Por isso, a loja colocou a venda um preservativo especial para circuncidados, que tiveram o prepúcio removido.

Loja é mal necessário, diz empresário

O empresário diz que a loja é um "mal necessário", em um país onde o consumo e o uso de preservativos estagna, e o vírus HIV deixou de ser um obstáculo para as relações sem proteção.

Na França, são vendidos apenas 101 milhões de preservativos por ano. Em média, os franceses solteiros utilizam menos de 4 camisinhas por ano e por pessoa. E apenas um a cada dois jovens usa camisinha em suas relações sexuais.

"A educação sexual na França é lamentável, e isso por razões históricas. Apesar da igreja estar separada do estado, essa ideia do sexo como algo proibido, sujo, ainda persiste.Os pais não querem falar de educação sexual com seus filhos e estimam que isso é a função da escola, e a escola estima que isso é papel dos pais."

 

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.