Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 18/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/08 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 18/08 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 18/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Geral

Hollande estimula produção de energia nuclear no Brasil, diz o Les Echos

media O presidente François Hollande durante sua visita oficial ao Brasil assinou uma série de acordos nas áreas de tecnologia nuclear, telecomunicações e extensão de programas acadêmicos. REUTERS/Paulo Whitaker

Os resultados da visita do presidente François Hollande ao Brasil ainda estão em destaque na imprensa nesta segunda-feira, 16 de dezembro de 2013. O site do Le Monde revela que a justiça brasileira suspendeu as obras no estádio da Copa em manaus, depois da morte de dois operários no fim de semana.

O diário econômico Les Echos traz uma boa e uma má notícia para os franceses. A boa notícia é que a presidente Dilma Rousseff está decidida a aumentar a produção de energia nuclear no Brasil, que atualmente é de apenas 2,5%, e a França está bem posicionada para ampliar sua participação no programa nuclear brasileiro por meio da Areva.

A empresa francesa já assinou um contrato de 1 bilhão de euros para construir o terceiro reator de Angra, e agora, após a visita de Hollande, tem novas oportunidades de aprofundar a cooperação nesta área pela parceria estratégica privilegiada entre os governos francês e brasileiro.

A direção da Areva acredita que vai trabalhar como fornecedora da Eletrobras pelas próximas décadas. O jornal nota que o deputado ecologista Sergio Coronado, membro da comitiva de Hollande, não ficou muito contente com a ideia de que o Brasil vai aumentar sua produção de energia nuclear e lamenta que a França tenha feito do nuclear "um elemento incontornável de sua diplomacia".

O jornal também fala das parcerias para a construção de satélites e a exploração de petróleo. Mas a má notícia é em relação aos caças Rafale. O Les Echos cita notícia publicada pelo jornal "Folha de S.Paulo", que afirma que o governo brasileiro não vai comprar 36 caças da fabricante Dassault por 2,9 bilhões de euros, por considerar a oferta francesa muito cara em relação aos concorrentes, a americana Boeing e a sueca Grippen.

Mortes na Arena da Amazônia

O site do Le Monde informa que a justiça brasileira ordenou a suspensão parcial da construção da Arena da Amazônia, que deve acolher quatro jogos do Mundial a partir de junho, após a morte de um trabalhador no canteiro de obras, no último sábado. O operário caiu de uma altura de 35 metros quando instalava os refletores do estádio. O Le Monde esclarece que somente as obras em altura estão suspensas.

Papa nega simpatia pelo marxismo

O diário conservador Le Figaro destaca em primeira página que o papa Francisco nega ser marxista. A acusação veio dos Estados Unidos após a publicação do primeiro documento oficial de seu pontificado, a Exortação Apostólica, em que o papa fez duras críticas aos excessos do capitalismo financeiro.

Nos Estados Unidos, apresentadores de rádio e TV de perfil conservador disseram que a Igreja está sendo dirigida por um "papa socialista". Mas o papa Francisco nega simpatia por ideias marxistas e afirma que tudo o que ele escreveu faz parte da doutrina social da Igreja. A defesa do papa foi publicada pelo jornal italiano La Stampa neste domingo, conta o Le Figaro.
 

 
O tempo de conexão expirou.