Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/11 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 18/11 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 18/11 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 18/11 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/11 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Geral

ONG denuncia destruição de território de tribo brasileira em extinção

media Os Awá são a tribo mais ameaçada do mundo. Survival International

A ONG Survival International alerta nesta terça-feira, dia 16 de julho, que o desmatamento ilegal destruiu mais de 30% do território da tribo indígena Awá, na região amazônica. De acordo com a organização, o Exército Brasileiro realiza uma grande operação terrestre contra madeireiros ilegais que atuam no local e colocam em risco a sobrevivência de uma das últimas aldeias de caçadores nômades da Amazônia.

Centenas de soldados, policiais e agentes especiais do Ministério do Meio Ambiente trabalham na região com o apoio de tanques e helicópteros em uma operação que foi iniciada no final de junho de 2013. Desde então, ao menos oito serrarias foram fechadas e tiveram seus equipamentos confiscados e destruídos.

De acordo com a Survival International, “o desmatamento ilegal ocorre a um ritmo alarmante” no território Awá. Em entrevista à ONG, o chefe da tribo, Amiri Awá, pediu que os invasores sejam retirados do local. “Os madeireiros já destruíram muitas áreas, nós não queremos que eles acabem com toda nossa floresta”, declarou.

O diretor da organização elogiou hoje os esforços do Brasil para salvar a tribo que é considerada uma das mais ameaçadas do mundo. “Isto prova que a opinião pública pode causar mudanças. Contudo, a batalha não está vencida ainda: as autoridades não devem parar até que todos os invasores tenham saído”, disse.

A campanha em apoio aos Awá já conta com milhares de participantes em todo o mundo, inclusive celebridades como o ator inglês Colin Firth, a estilista britânica Vivienne Westwood, a estrela de Hollywwod, Gillian Anderson, e o fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.