Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 20/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 20/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 20/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 19/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 19/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 19/09 09h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Dia Mundial do Rádio: mobilidade é vantagem no universo digital, dizem especialistas

Dia Mundial do Rádio: mobilidade é vantagem no universo digital, dizem especialistas
 
O dia 13 de fevereiro foi escolhido pela Unesco para celebrar o rádio por ser a data de criação da rádio das Nações Unidas, em 1946. Reuters

Treze de fevereiro foi o dia escolhido pela Unesco para celebrar em todo o mundo o rádio - um meio de comunicação de custo relativamente baixo que permite levar informação, educação, cultura e diversão a um público amplo. E que não exige do ouvinte um equipamento caro ou habilidades específicas para decodificar as mensagens enviadas.

Com a rápida expansão da Internet, houve quem anunciasse a morte iminente desse veículo mais do que centenário. A previsão foi desmentida pelos números. O organismo que mede a audiência das rádios na França registrou um recorde histórico no número de ouvintes no país em 2012: 44,5 milhões de pessoas, contra 43 milhões em 2011. Isso em um país que conta quase 67 milhões de habitantes.

Diretor de novas mídias na televisão estatal francesa e professor de jornalismo no Instituto de Estudos Políticos de Paris, Eric Scherer aponta neste programa que o rádio tem duas características perfeitamente adaptadas ao universo digital: a mobilidade e o fato de deixar as pessoas livres para fazerem outras atividades enquanto ouvem.

Já Thierry Lefebvre, professor da Universidade Paris Diderot e pesquisador da história do rádio, pondera que o modelo de fluxo ininterrupto de informações já não funciona e afirma que as rádios devem apostar nas transmissões ao vivo e na interatividade. 


Sobre o mesmo assunto

  • França

    RFI muda de endereço e se despede da Maison de la Radio

    Saiba mais

  • Fato em Foco

    No Dia Mundial do Rádio, historiadora conta curiosidades de rádios francesas

    Saiba mais

  • Correio dos Ouvintes para o Brasil

    Correio dos Ouvintes comemora o 1° Dia Mundial do Rádio

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.