Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 17/07 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 17/07 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 17/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 16/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 16/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 16/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 16/07 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 16/07 09h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Escultor Krajcberg é condecorado em Paris, em presença de Marta Suplicy

Escultor Krajcberg é condecorado em Paris, em presença de Marta Suplicy
 
Frans Krajcberg (ao centro), ao lado do prefeito de Paris, Bertrand Delanoë e a ministra da Cultura, Marta Suplicy. LC

O famoso artista plástico brasileiro Frans Krajcberg, de origem polonesa, foi condecorado pelo prefeito Bertrand Delanoë nesta sexta-feira, na sede da prefeitura de Paris. Krajcberg vive entre Nova Viçosa, no sul da Bahia, e a capital francesa, à qual doou 25 obras. A ministra da Cultura do Brasil, Marta Suplicy, presenciou a homenagem.

Nem a chuva fina nem o frio impediram que um dos salões do Hôtel de Ville, a prefeitura de Paris, ficasse lotado de jornalistas e amigos do mais brasileiro dos poloneses, o célébre artista plástico Frans Krajcberg. Aos 91 anos, de aparência frágil mas postura ereta e digna, Krajcberg não escondeu a emoção de receber a bela medalha das mãos de Delanoë.

Em seu breve discurso de agradecimento, lido sem óculos em um papel impresso em letras garrafais, Krajcberg lembrou sua relação íntima com Paris, relação que o levou a doar 25 obras à cidade em 2001, entre esculturas, quadros e fotografias. "Esta medalha para mim é tão importante quanto aquela que recebi das mãos de Stalin depois da liberação de Varsóvia", afirmou Krajcberg, sob o olhar surpreso do prefeito e dos presentes.

Bertrand Delanoë, que chegou acompanhado por Marta Suplicy, lembrou a trajetória do artista, elogiando seu combate em defesa da Floresta Amazônica. O homem, o criador, o militante, todas as faces de Krajcberg foram enaltecidas pelo prefeito que, mais uma vez, lembrou a sua imensa admiração pelo Brasil, país com o qual tem desenvolvido cooperações em diversas áreas.

Niemeyer

Oscar Niemeyer também foi lembrado por Delanoë e Krajcberg que, emocionados, falaram de suas experiências de convívio com o inesquecível arquiteto, que morreu no dia 5 de dezembro.

A ministra da Cultura brasileira, no final da cerimônia, falou à Rádio França Internacional sobre o talento de Frans Krajcberg e a estreita ligação entre as culturas da França e do Brasil.

 


Sobre o mesmo assunto

  • Brasil/Patrimônio

    Marta Suplicy visita Paris para apoiar frevo como Patrimônio da Unesco

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.