Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 18/11 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 18/11 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 18/11 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 18/11 08h57 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 18/11 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 18/11 08h30 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 16/11 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 16/11 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Supremo Tribunal de Israel autoriza expulsão de africanos

Supremo Tribunal de Israel autoriza expulsão de africanos
 
Quase 100 mil africanos fugiram de Darfur e Sudão para Israel, em busca de trabalho. coisasjudaicas.com

O governo israelense começou esta semana a deter refugiados africanos no país para expulsá-los a partir da semana que vem. Isso depois que a Suprema Corte autorizou, na semana passada, essa expulsão. Há meses o assunto mobiliza a sociedade e o poder israelenses: a chegada de dezenas de milhares de pessoas do Sudão do Sul e da Eritreia em busca de trabalho ilegal ou asilo político. São quase 100 mil, a maioria em busca de trabalho, mas também há refugiados do Darfur e do Sudão.

A correspondente em Tel Aviv, Daniela Kresch, explica que há uma guerra entre o governo e ONGs de direitos humanos na questão de como lidar com os africanos. Enquanto isso, os refugiados vão chegando e começam a se concentrar em algumas cidades. Só Tel Aviv tem mais de 65 mil africanos nas ruas (o que significa 15% da população de 450 mil pessoas da cidade), muitos deles sem-teto, circulando pelos bairros mais pobres. A criminalidade está aumentando, o que tem levado moradores locais a sair em passeatas contra os africanos,algumas delas marcadas pela violência.

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.