Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/10 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Geral

Comissão Europeia desbloqueia nova ajuda para sírios

media Milhares de sírios fugiram para a Jordânia, Turquia e Iraque desde o começo dos conflitos, em março de 2011. Reuters

Nesta sexta-feira, a Comissão Europeia desbloqueou 23 milhões de euros (cerca de R$58 milhões), para ajudar a população civil na Síria e os refugiados sírios no Líbano e na Jordânia. A espiral ascendente de violência e os recentes massacres de civis, incluindo mulheres e crianças, esboçam o panorama de uma guerra civil incontrolável, como pressentiram o mediador internacional Kofi Annan e o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.  

A nova ajuda financeira dos europeus vai ser acrescentada aos 10 milhões (cerca de R$25 milhões) já bloqueados pela Comissão Europeia para projetos humanitários na Síria e nos países vizinhos que acolhem refugiados sírios. A instituição afirmou que a soma tem por objetivo responder à situação de crise e deverá cobrir um campo vasto de atividades nas áreas de educação, saúde e apoio à sociedade civil.

Dentro da Síria, cerca de 12,6 milhões (R$31,5 milhões) serão desbloqueados imediatamente para ajudar a população a sobreviver, apesar do conflito.

O restante da soma será dividido entre o Líbano e as atividades da UNICEF na Jordânia, onde cerca de 120 mil sírios se refugiaram desde o começo da repressão, em março do ano passado. Oficialmente, na Jordânia há 20 mil refugiados inscritos na Alta Comissão para os Refugiados da ONU, quase 24 mil na Turquia, 22 mil no Líbano e mais de três mil no Iraque, segundo a agência da ONU.

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.