Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 16/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 16/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 16/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 16/07 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 16/07 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 16/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 15/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 15/07 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Geral

Facebook levanta US$ 16 bilhões com oferta de ações

media A rede social Facebook vai entrar na Bolsa e deve ser cotada em até 87 bilhões de dólares.

O Facebook estreia na bolsa negociando mais de 421 milhões de ações, ao preço unitário de US$ 38. A princípio, as ações seriam negociadas a US$ 34, mas a alta procura no período de reserva aumentou o preço. Com isso, o Facebook levantou US$ 16 bilhões. Trata-se da maior oferta de ações de uma empresa da internet e a segunda maior de uma companhia norte-americana, todos os setores inclusos. Quando o Google, por exemplo, abriu seu capital em 2004, arrecadou 1,7 bilhão, poucomais de um décimo do que lucrou o Facebook.

A rede social foi criada por estudantes da Universidade de Harvard e o primeio investidor foi o brasileiro Eduardo Saverin. Hoje, aos 30 anos, Saverin vive em Cingapura e detém entre 2% e 4% da empresa, o que equivale a US$ 3,4 bilhões. Com a abertura do capital, ele estaria sujeito a um imposto de US$ 67 milhões, mesmo morando no exterior. Na véspera da abertura do capital, Saverin renunciou à nacionalidade norte-americana. Com isso, ele se livra de pesados impostos de renda.

Mas, dois senadores democratas, Chuck Schumer e Bob Casey, devem apresentar um projeto de lei para proibir a entrada nos Estados Unidos de pessoas que recorram ao mesmo expediente usado por Saverin. Em depoimento ao New York Times, no entanto, Saverin negou que a renúncia da nacionalidade ou a instalação em Cingapura - que não cobra o imposto de renda - fossem estratégias para fugir do fisco americano.

 
O tempo de conexão expirou.