Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 21/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 21/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 21/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Geral

Fundador do WikiLeaks vai apresentar programa de televisão

media Julian Assange espera receber personalidades políticas de peso em seu programa de televisão. REUTERS/Stefan Wermuth

Julian Assange, o fundador do site WikiLeaks, anunciou nesta terça-feira que vai apresentar um programa de televisão a partir do mês de março. O talk-show, que vai tratar de temas ligados ao ‘mundo de amanhã’, deve trazer personalidades políticas, que serão entrevistadas pelo australiano.

Segundo Julian Assange, o programa será composto por uma série de entrevistas de meia hora de duração, transmitidas durante dez semanas. Serão ouvidos “atores políticos de peso, pensadores e revolucionários do mundo inteiro”, explica o patrão de WikiLeaks. O nome de nenhum convidado foi divulgado e por enquanto sabe-se apenas que a atração será realizada pela produtora "Quick Roll Productions".

O polêmico fundador do WikiLeaks define seu programa com inovador, ressaltando que os convidados vão “abrir uma janela para o mundo e apresentar suas ideias sobre formas de avançar rumo a um futuro mais radiante”. A atração vai ao ar a partir de meados de março, pela TV a cabo e via satélite.

Julian Assange ficou mundialmente conhecido quando seu grupo WikiLeaks orquestrou a maior divulgação de massa de documentos secretos na história dos Estados Unidos. Detido em dezembro de 2010 em Londres após de mandado de prisão europeu, o australiano foi colocado em prisão domiciliar no Reino Unido. A justiça britânica deve examinar novamente no início de fevereiro seu processo de extradição para a Suécia, onde ele é acusa de estupro e agressão sexual.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.