Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 18/11 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 18/11 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 18/11 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 18/11 08h57 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 18/11 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 18/11 08h30 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 16/11 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 16/11 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Saída do Canadá do Protocolo de Kyoto não surpreende especialista

Saída do Canadá do Protocolo de Kyoto não surpreende especialista
 
O primeiro-ministro do Canadá, Stephen Harper, crítico do Protocolo de Kyoto. REUTERS

O Canadá foi o primeiro país a anunciar sua retirada do protocolo de Kyoto, na segunda-feira, 12 de outubro. Desde que chegou ao poder no país em 2006, o governo conservador de Stephen Harper tem rejeitado suas obrigações perante o documento. Mas por que o Canadá, um país conhecido por seu engajamento ecológico, é exatamente o primeiro a abandonar o Protocolo de Kyoto? O aumento das emissões canadenses está relacionado à extração de petróleo derivado de areias betuminosas na província de Alberta, cuja produção está entre as mais nocivas para o meio ambiente. Especialistas acreditam que as reservas de petróleo acessíveis em Alberta poderiam chegar à quantidade colossal de 174,5 bilhões de barris - um volume maior do que a soma das reservas do Irã e da Líbia. Por isso, o país se arriscava a pagar multas bilionárias por não cumprir as metas estabelecidas no documento. Eduardo Viola, especialista em política internacional da mudança climática e professor de Relações Internacionais na Universidade de Brasília, afirma que a retirada do Canadá não é nenhuma surpresa. Viola acredita que ainda que o Canadá abandonasse o Protocolo de Kyoto, nada mudaria, porque o tratado não tem força para punir os que não o cumprem.


Sobre o mesmo assunto

  • Mudanças Climáticas

    China lamenta retirada do Canadá do Protocolo de Kyoto

    Saiba mais

  • Meio Ambiente

    Conferência da ONU vai salvar o protocolo de Kyoto ?

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.