Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/09 15h00 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 17/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 17/09 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Geral

Jornais franceses repercutem descoberta de câncer de Lula

media O ex-presidente Lula segura seu neto Pedro no colo, na janela de seu apartamento em São Bernardo do Campo, neste domingo. REUTERS/Paulo Whitaker

Os jornais franceses repercutiram a descoberta de um câncer na laringe do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Foi o jornal conservador Le Figaro o que mais deu destaque à informação, e diz no título que "o câncer Lula emociona o Brasil". O diário lembra que o ex-presidente deixou o cargo com 80% de popularidade, e por isso a notícia deixou os brasileiros tão "estupefatos". "Na rádio ou na televisão, os brasileiros reconheciam a sua voz rouca. Mas há alguns dias, o ex-presidente se queixava que ela estava mais seca do que o normal", contou o jornal.

O Figaro ainda apresenta os comentários da imprensa brasileira, que segundo o correspondente em São Paulo, especula "o que seria o Brasil sem Lula". Já alguns nomes do PT, relata o jornal francês, comparam o câncer do ex-líder sindical à comoção gerada pelo suicídio do ex-presidente Getúlio Vargas.

Também o jornal católico La Croix aborda o assunto em uma nota, na qual informa sobre a doença de Lula e diz que "a notícia pegou de surpresa o Brasil, onde o ex-chefe de Estado de 66 anos permanece uma referência política da maior importância".

Outro tema, a greve na companhia aérea Air France, foi destaque em toda a imprensa desta segunda-feira. O movimento sindical provocou anulação ou atrasos em cerca de 12% dos voos no domingo. Em editoriais, tanto o jornal econômico Les Echos quanto o Figaro criticam a greve, que acontece em meio ao feriadão de Todos os Santos no país.

Os diários avaliam que a paralisação é "um desrespeito" aos milhares de passageiros que haviam programado um final de semana prolongado. O Les Echos afirma que "há, nesta greve, um ar desta França do passado que ainda quer acreditar que a nossa pilha de direitos sociais é uma sorte, e não um custo em um mundo cada vez mais competitivo".
 

 
O tempo de conexão expirou.