Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/11 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 18/11 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 18/11 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 18/11 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/11 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Geral

Casos de Aids diminuíram no mundo, diz relatório da Unaids

media Michel Sidibé, diretor executivo da Unaids divulga relatório sobre epidemia de aids em 2010 Reuters

O número de novas contaminações pelo vírus da Aids no mundo caiu nos últimos 10 anos, segundo relatório da Unaids, publicado nesta terça-feira em Genebra. Os dados indicam que entre 1999, quando a epidemia atingiu seu auge, e 2009, as contaminações recuaram 19%. Pelo menos 56 países, indica o documento, conseguiram estabilizar ou reduzir os novos casos da doença.

Outra boa notícia são os progressos na prevenção da epidemia, graças, principalmente, a testes realizados com novo um gel microbicida que evita ou diminui as chances de contaminação. Os primeiros resultados dos testes com o novo gel, realizados pelo centro Caprisa na África do Sul, foram revelados um julho deste ano durante a décima oitava conferência mundial sobre a Aids.

"Pela primeira vez podemos dizer que nós interromper a trajetória da epidemia de Aids. Nós conseguimos freá-la e começamos a fazê-la recuar ", disse o diretor-executivo da Unaids durante a divulgação do relatório.

O acesso ao tratamento também melhorou. Em 2009, 5 milhões e 200 mil pessoas infectadas com o vírus HIV em países pobres seguiam um tratamento antiretroviral, contra apenas 700 mil em 2004. Mas apesar dos progressos, a Unaids afirma que ainda é muito cedo para cantar vitória. A agência da ONU estima que, em 2010, faltaram 10 bilhões de euros no mundo para a luta contra a Aids.

A Africa subsaariana, região do continente situada ao sul do deserto do Saara continua sendo a mais afetada pela doença no mundo, com 67% da população vivendo com o vírus HIV. Cerca de 70% das mortes ligadas a doença em 2009 também foram registradas nessa região da África. Porém, nos 22 principais países da África subsaariana, o número de novas contaminações caiu 25%, indica o relatório da Unaids, feito em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

O documento indica, ainda, que, em 2009, 33 milhões e 300 mil pessoas viviam com o vírus HIV. A doença causou, no ano passado, a morte de 1 milhão e 800 mil pessoas. Também em 2009, foram registradas 2 milhões e 600 mil novas contaminações.

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.