Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 15/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 15/11 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 15/11 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 14/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 14/11 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 14/11 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 14/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 14/11 09h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Incêndio em fábrica química no noroeste da França pode contaminar rio Sena

media A fumaça de um grande incêndio que deflagrou em uma fábrica da Lubrizol em Rouen, França, em 26 de setembro de 2019. REUTERS/Pascal Rossignol

As autoridades francesas alertam para um “risco de poluição do rio Sena”, em consequência de um impressionante incêndio em uma indústria química em Rouen (135km a noroeste de Paris). O fogo começou na última madrugada e só foi controlado no início da tarde desta quinta-feira (26).

O Sena, um dos principais rios da França, passa por Paris antes de chegar a Rouen e depois desemboca no canal da Mancha, na região do porto do Havre. “Continuamos lutando contra o fogo, com risco de poluição do rio Sena se houver transbordamento das bacias de retenção”, declarou à imprensa o prefeito da Normandia, Pierre-André Durant.

O incêndio foi declarado por volta de 2h30 da madrugada, no horário local (21h30 em Brasília), em um depósito da usina Lubrizol, a cerca de 3km do centro da cidade. As autoridades não informaram sobre vítimas até o momento. Um perímetro de 500m ao redor da fábrica foi isolado.

Fuligem no ar

Uma intensa fumaça negra envolve a região e os habitantes receberam instruções para permanecer em suas casas. Os moradores de Rouen ouviram fortes explosões durante a madrugada, causadas por explosões de barris de óleo, segundo a prefeitura.

“O dispositivo de combate está sendo reforçado – são 200 homens e mais de 60 veículos mobilizados. Estamos à espera de reforços nacionais”, declarou no começo da manhã um responsável dos bombeiros.

O complexo fabrica e comercializa aditivos para óleos, combustíveis e pinturas industriais. Parte do grupo químico americano Lubrizol Corporation, a fábrica é propriedade da holding Berkshire Hathaway, do bilionário Warren Buffett.

Fake news

O site do jornal francês Libération alerta para um vídeo que está circulando pelas redes sociais e que representaria a explosão na fábrica de Rouen. Na realidade, trata-se do incêndio em um depósito de produtos químicos na China, em agosto de 2015. O vídeo já tinha sido compartilhado mais de 1.800 vezes pelo Twitter ao meio dia desta quinta-feira.

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.