Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 22/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 22/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

CAN: Incidentes e uma morte marcam festa de torcedores argelinos na França

media Torcedores argelinos comemoram perto do Arco do Triunfo em Paris a vitória da sua equipe sobre a Costa do Marfim nas quartas de final da Copa Africana de Nações (CAN) de 2019, em 11 de julho de 2019. DOMINIQUE FAGET / AFP

Uma mulher morreu ao ser atropelada na quinta-feira (11) à noite em Montpellier, no sul da França) durante as comemorações pela classificação da Argélia para as semifinais da Copa Africana de Nações (CAN). Em Paris, lojas foram saqueadas e o ministro francês do Interior, Christophe Castaner, considerou nesta sexta-feira (12) os incidentes "inaceitáveis".

Assim que foi dado o apito final, que confirmou a vitória da Argélia sobre a Costa do Marfim, na disputa de pênaltis após um empate de 1-1, pelas quartas de final da CAN-2019, milhares de argelinos saíram às ruas em toda a França para celebrar a classificação.

Em Montpellier, um torcedor argelino perdeu o controle de seu carro e atropelou uma família que estava na calçada. A mãe, que estava com um bebê no colo, morreu. O bebê teve fraturas múltiplas e está em estado grave. A filha da mulher, uma adolescente de 17 anos que estava ao lado dela, teve ferimentos no tornozelo.

O motorista, de 21 anos, circulava em grande velocidade e foi detido.

Saques e confrontos com a polícia

No final da noite o clima era de festa deu lugar a incidentes em várias cidades do país. Ao todo, 74 pessoas foram detidas para averiguação e 73 continuam presas temporariamente nesta sexta-feira, informou o ministro Castaner.

As principais ocorrências foram registradas na Avenida do Champs- Elysées, em Paris, onde três mil pessoas se reuniram para festejar a vitória da seleção argelina. Cerca de 10 lojas foram depredadas, com vitrines quebradas. Algumas delas foram saqueadas.

A polícia usou bombas de gás lacrimogênio para dispersar grupos de jovens que jogavam pedras contra as forças de ordem. Somente na capital, 40 pessoas, sendo 10 menores de idade, foram detidas.

Semelhanças com o movimento dos coletes amarelos

As autoridades parisienses, que lembraram incidentes semelhantes na Champs-Elysées durante o movimento dos coletes amarelos, ficaram indignadas. O secretário de Segurança da capital, Didier Lallement, diz que “este tipo de comportamento irresponsável tem que acabar”.

O prefeito do 8° distrito, onde fica a avenida, criticou o dispositivo de segurança na noite de noite que, segundo ele, era insuficiente. Geoffroy Boulard, do partido conservador Os Republicanos, pediu que a segurança seja reforçada no próximo domingo (14) à noite, quando a Argélia enfrenta a Nigéria na semifinal da CAN, disputada no Egito.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.