Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/07 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/07 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/07 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Táxis voadores urbanos podem virar realidade em Paris

media O Citybus é o protótipo do táxi voador da Airbus, que utilizará o know-how de trabsportes urbanos do Grupo RATP. Airbus

As empresas francesas Airbus, líder europeia de aeronáutica, e RATP, companhia de transportes urbanos de Paris, mas também presente no mercado internacional, se lançam juntas num desafio: o de explorar conjuntamente a possibilidade de integrar veículos voadores no transporte urbano parisiense. 

"A Airbus e o Grupo RATP irão analisar as condições para o desenvolvimento da oferta deste serviço a custo oferecendo controlado e trabalhar na mobilidade e integração urbana a fim de tornar o veículo voador acessível para o maior número de pessoas" as empresas disseram em um comunicado.

Essa parceria deve permitir "explorar a viabilidade de serviços de mobilidade aérea urbana (UAM: Urban Air Mobility, em inglês) na região de Île-de-France", disseram.

Este projeto deve permitir “o fornecimento de um serviço de um ponto a outro aos viajantes, que se beneficiarão da inovação dos dois grupos em termos de mobilidade sustentável e compartilhada, como o veículo autônomo e elétrico", informam.

"A Airbus está desenvolvendo atualmente demonstradores tecnológicos autônomos, sem piloto, para permitir  a conexão mais rápida das pessoas", disse Guillaume Faury, o presidente executivo da Airbus.

"Isto não é ficção científica. É um fato. Hoje, temos todos as peças técnicas. Mas é preciso harmonizá-las para integrá-las na vida cotidiana sem comprometer a nossa prioridade, que é a segurança ", continuou ele.

Segundo ele, a RATP, com o "conhecimento do usuário, de suas necessidades e dos serviços relacionados [ao transporte urbano] torna-se o parceiro ideal para a Airbus."

"Além do transporte de massa, que permanece nosso principal negócio, é importante para o Grupo RATP valorizar o seu know-how humano e a sua técnica para desenvolver novas formas de mobilidades e novos serviços para a cidade inteligente do futuro", acrescentou Catherine Guillouard, CEO do Grupo RATP.

"Estamos felizes em trabalhar com a Airbus, líder mundial em aeronáutica, que vai nos trazer seu conhecimento único no domínio do ar", acrescentou.

A Airbus anda comprometida nos últimos anos com a mobilidade urbana à propulsão elétrica, com dois projetos conduzidos em paralelo, o táxi voador Vahana e o CityAirbus, com decolagem e pouso autônomos e verticais.

Tais projetos são tecnologicamente viáveis e o principal obstáculo é a inserção de aeronaves autônomas no espaço aéreo urbano, que nenhum país do mundo permite por enquanto.

(Com informações da AFP)

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.