Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 20/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 20/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 20/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 20/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Concurso de inventores apresenta urinol para mulheres criado por arquiteta francesa

media Logomarca do urinol feminino Lapee, criado pela arquiteta francesa Gina Perier, na Dinamarca (Foto: divulgação)

Gina Perier, 25 anos, vive na Dinamarca e veio a Paris para participar da edição 2019 do concurso Lépine, que acontece até o dia 8 de maio no pavilhão de exposições Porte de Versailles, no 15° distrito de Paris

O urinol criado pela arquiteta francesa já é utilizado em um bar de Copenhague, na Dinamarca, e está em produção. A ideia, fruto de uma parceria com um arquiteto dinamarquês, Alexander Egebjerg, é generalizar o uso do banheiro alternativo em locais sem higiene adequada e onde as mulheres estão mais vulneráveis, como festivais, acampamentos de refugiados ou favelas.

“O urinol é o único objeto do mundo que não existe em versão feminina”, diz a arquiteta. “O xixi das mulheres é tabu. Elas são chamadas com frequência de “mijonas” de maneira misógina », lembra a inventora. Seu produto, diz, batizado de “Lapee”, é a primeira versão feminina de um urinol parecido com o utilizado pelos homens, mas com um design diferenciado.

“Economicamente, os festivais teriam mais lucro na venda de bebidas, porque as mulheres não seriam obrigadas a segurar a vontade de ir ao banheiro”, defende Gina. “Cerca de 90% das filas de espera para os banheiros são formadas por mulheres. Em média, cada uma precisa de três minutos para usar o banheiro. Com um urinol, apenas 30 segundos”, explicou a arquiteta à agência francesa AFP.

Visão 360°

Segundo ela, Lapee foi concebido da mesma maneira que um urinol masculino e pode ser desinfetado da mesma maneira, mas é concebido para as mulheres. Trata-se de uma plataforma de três lugares, diretamente conectada a um sistema de evacuação que contém um grande reservatório, de 1.100 litros – o equivalente à quantidade de urina produzida por três mulheres ao mesmo tempo durante 48 horas. Não há uma porta, mas o formato de hélices propicia bastante intimidade, garante.

As paredes têm cerca de 1,65m e foram criadas justamente para que as mulheres não precisem agachar. As usuárias têm uma visão de 360° em torno delas. “Como há muita violência contras as mulheres dentro dos banheiros, e abaixar para fazer xixi entre dois carros numa emergência não é o ideal, Lapee pode ser uma solução bem mais higiênica e protetora”, afirma Gina, que lembra que o Lapee também é ecológico. Fabricado em polietileno, ele é 100% reciclável e não utiliza água, mas sim pressão. Além disso, a urina pode ser recuperada como fertilizante graças ao alto teor de azoto.

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.