Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 24/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 24/06 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 24/06 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 24/06 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 24/06 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 24/06 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/06 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Incêndio na Catedral Notre-Dame de Paris suscita comoção internacional

media Incêndio destrói o teto da Catedral Notre-Dame de Paris. ©Patrick ANIDJAR/AFP

As imagens impressionantes do incêndio que devasta a Catedral Notre- Dame de Paris provocaram reações imediatas e emocionadas de líderes em todo o mundo que expressaram solidariedade com a França.
 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi um dos primeiros a reagir. Pelo Twitter, ele disse ser "horrível ver o fogo na Catedral" e sugeriu que fossem usados tanques de água para debelar o incêndio. E argumentou que era preciso "agir rápido".

 

A chefe de governo da Alemanha, Angela Merkel, se referiu à Catedral como um símbolo da França e de toda nossa cultura europeia". "Essas imagens horríveis da Notre-Dame em chamas nos deixam tristes. Notre-Dame é um símbolo da França e da cultura europeia. Estamos em pensamento com os amigos franceses", disse.

O ministro alemão das Relações Exteriores Heiko Maas, afirmou que a tragédia atinge também "os corações" dos alemães. Nossos pensamentos vão para todos os serviços de emergência e a nossos amigos franceses. Com eles, esperamos que o incêndio não fará vítimas", disse pelo Twitter.

Audrey Azoulay, diretora-geral da Unesco, instituição com sede em Paris, expressou sua "imensa emoção pelo dramático incêndio" e lembrou que a Catedral Notre-Dame é patrimônio mundial da humanidade desde 1991. Ela disse que "a Unesco está ao lado da França para salvar e reabilitar esse patrimônio inestimável".

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, também se solidarizou com o povo francês por meio das redes sociais.

"Em nome dos brasileiros, manifesto profundo pesar pelo terrível incêndio que assola um dos maiores símbolos da cultura e da espiritualidade cristã e ocidental, a catedral de Notre-Dame, em Paris. Neste momento sombrio, as nossas orações estão com o povo francês", escreveu pelo Twitter.

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.