Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 24/04 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 24/04 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 24/04 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/04 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/04 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/04 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/04 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/04 09h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

França: 'coletes amarelos' se reúnem em Toulouse para 22° protesto

media O movimento dos "coletes amarelos" deve deixar Paris nesse fim de semana para se concentrar no sudoeste francês. REUTERS/Charles Platiau

Os “coletes amarelos” organizam um novo protesto nesse sábado (13). O 22° ato do movimento de contestação, que vem tomando as ruas de várias cidades francesas desde novembro, reivindicando mais poder aquisitivo para a população, será concentrado principalmente em Toulouse, no sudoeste do país. A mobilização vem perdendo força nas últimas semanas, mas pode ganhar fôlego com os anúncios de medidas do governo previstos para os próximos dias.

Protestos são esperados em várias cidades, mas é em Toulouse, um dos bastiões do movimento, que os organizadores convocaram a manifestação principal. Segundo os apelos lançados nas redes sociais, a localidade vai se tornar nesse sábado a “capital dos coletes amarelos”.

A manifestação deve começar por volta de 12h (8h em Brasília), na praça do Capitólio, no centro da cidade. Os organizadores não têm autorização para realizar o ato. O ministro francês do Interior, Christophe Castaner, informou que um dispositivo de segurança especial foi planejado para evitar episódios de violência, como os registrados nas semanas anteriores.

A capital francesa também terá manifestações, apesar de a prefeitura ter proibido protestos na região da avenida Champs-Elysées, que foi palco de cenas de vandalismos em atos anteriores.

A legislação também foi reforçada para tentar conter os incidentes. Um intenso controle de segurança foi implementado nas ruas, com revistas que já começaram na noite de sexta-feira (12). Em caso de confronto, quem for surpreendido usando máscaras para ocultar o rosto pode pegar até um ano de prisão e ser obrigado a pagar uma multa de € 15 mil (R$ 65 mil).

Protestos esperando anúncio de medidas

Estima-se que os protestos desse fim de semana terão uma fraca adesão. Além de o movimento ter perdido força, os “coletes amarelos” estariam se preparando para manifestações maiores no próximo sábado (20). O ato já é visto como uma reação às primeiras medidas econômicas que devem ser anunciadas durante a semana pelo presidente Emmanuel Macron. Os manifestantes se mostram desiludidos e muitos já afirmam que as decisões do chefe de Estado não serão suficientes para acalmar o movimento.

“Constatamos um número importante de convocações para manifestar na semana que vem. Alguns desses apelos incitam praticamente a destruir Paris”, alerta o ministro de Interior. Como se esse 22° ato fosse apenas um ensaio para o grande protesto da próxima semana.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.