Ouvir Baixar Podcast
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Simone Veil pode ser a nova Marianne, símbolo da República Francesa

media Simone Veil. © MPP

O partido francês Agir apresentou uma proposta nesta terça-feira (12) para que o rosto da ex-deputada europeia e sobrevivente do holocausto Simone Veil (1927-2017) seja transformado em Marianne, um dos símbolos da República Francesa. No último final de semana, imagens de Veil foram marcadas com suásticas em Paris.

“Propomos uma Marianne com traços de Simone Veil, que é a imagem da França e da República, de seus valores, combates, desafios e uma âncora na Europa”, escreveu a senadora e porta-voz do partido, Fabienne Keller, em uma carta ao presidente Emmanuel Macron.

“O gesto teria um grande significado com o rosto de uma das maiores e ilustres servidoras e defensoras nacionais”, acrescentou a senadora, para quem o retrato da ex-presidente do Parlamento Europeu é “um rosto agregador e um símbolo rico de sentido para unir os franceses”.

Suásticas

Duas caixas de correio com imagens de Simone Veil feitas com moldes e spray, no 13° distrito de Paris, foram pichados com suásticas no final de semana.

Caixas de correio com imagens de Simone Veil foram pichadas com suásticas. JACQUES DEMARTHON / AFP

Simone Veil foi deportada aos 15 anos, com a mãe e a irmã, para o campo de extermínio de Auschwitz-Birkenau (na atual Polônia). Um ano após sua morte, seus restos mortais foram transferidos para o Panteão no último dia 1° de julho, assim como os de seu marido, Antoine Veil.

Em 1974, nomeada ministra da Saúde, ela defende a aprovação da legislação que discriminaliza o aborto e que ficará conhecida como "Lei Veil". Seu nome passa a ser símbolo da luta contra a discriminação visando as mulheres na França.

“Simone Veil faz parte do coração e da consciência coletiva da nossa nação. Ela encarna a França, sua honra, grandeza, coragem e dignidade em todas as situações e na adversidade. Seu percurso e seus compromissos inspiraram e encorajaram milhões de franceses”, explicou Fabienne Keller em sua carta para o presidente.

Marianne e a tradição

A República Francesa é representada por uma mulher com um gorro vermelho a partir de uma decisão da chamada Convenção nacional, regime que aboliu a monarquia em 1792. “Marianne” vem da cultura popular da época, a partir de dois prenomes bastante comuns: Marie e Anne.

Depois os bustos de Marianne foram progressivamente instalados nas prefeituras a partir da 3ª República (1870 à 1940). Nas últimas décadas, as Mariannes têm assumido os rostos de francesas célebres, como Brigitte Bardot, Mireille Mathieu, Catherine Deneuve e Laetitia Casta.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.