Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/06 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 18/06 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/06 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 18/06 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 18/06 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/06 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Paris: Protesto de “coletes amarelos” contra violência policial termina com confrontos

media Manifestantes lançaram objetos contra a polícia, que respondeu com bombas de gás lacrimogêneo REUTERS/Philippe Wojazer

A França é palco do 12° sábado de protestos dos “coletes amarelos”. A manifestação, que tinha como objetivo chamar a atenção para a violência policial contra os participantes, foi marcada confrontos. Polícia e manifestantes se enfrentaram no centro de Paris.

A passeada na capital francesa foi relativamente pacífica até o final do trajeto. Exibindo curativos nos olhos e roupas manchadas de tinta vermelha em alusão aos manifestantes feridos nos atos das últimas semanas, os militantes caminharam até a praça da République, na região central de Paris. Mas os primeiros incidentes foram registrados no final do protesto, onde uma vigília dos "coletes amarelos" estava prevista para a noite deste sábado (2). 

Os manifestantes começaram a lançar objetos contra as forças de ordem, que responderam com bombas de gás lacrimogêneo e jatos d’água. Cestos de lixo e outros objetos foram incendiados na praça e por volta das 17h pelo horário local pelo menos 20 pessoas haviam sido detidas.

Confrontos foram registrados no final do cortejo dos "coletes amarelos" REUTERS/Philippe Wojazer

Protestos dos "coletes amarelos", movimento iniciado em meados de novembro contra a queda do poder aquisitivo na França, também foram realizados em outras regiões do país. Em Valence e Bordeaux, no sudoeste francês, confrontos violentos também foram registrados e manifestantes detidos

Polêmica sobre uso de balas de borracha

O 12° sábado de manifestações é realizado depois que o Conselho de Estado francês rejeitou os pedidos de suspensão do uso do dispositivo que dispara balas de borracha, porque os considerou absolutamente necessário ao trabalho das forças de segurança. O lançador, chamado de LBD 40, foi utilizado 9.200 vezes desde o início da mobilização dos "coletes amarelos" e é responsável por ferimentos graves em muitos manifestantes.

Segundo a imprensa francesa, das 20 pessoas atingidas nos olhos por balas de borracha, dez perderam a visão. Além dos 14 mortos desde o início da mobilização, o Ministério do Interior também aponta 1.700 coletes amarelos feridos nos protestos, além de mil policiais.

O governo convocou um forte dispositivo policial para o chamado "Ato 12" do movimento. Em toda a França, 80 mil integrantes das forças de segurança estão nas ruas neste sábado. Em Paris, 5 mil policiais escoltaram a marcha e os arredores da região por onde passou o cortejo, apoiados por seis tanques veículos blindados.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.