Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 19/05 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 19/05 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 19/05 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/05 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/05 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 18/05 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/05 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 18/05 09h33 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

França busca carne estragada vendida pela Polônia e distribuída no país

media Imagens de câmera escondida mostram vacas sendo puxadas pelo pescoço, visivelmente doentes, além de carcaças e pedaços de carne estragada. Reuters TV/TVN/via REUTERS

Produto comercializado por abatedouro clandestino teria sido exportado para dez países da União Europeia. Governo francês ainda não sabe se a carne chegou às prateleiras.

A vigilância sanitária francesa encontrou 795 quilos de carne estragada polonesa em nova empresas do setor agroalimentar do país. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (1) pelo ministro da Agricultura, Didier Guillaume. No total, 150 quilos do produto já foram recuperados nas empresas de transformação que foram ludibriadas pelo fornecedor polonês.

Segundo o ministro francês, a justiça polonesa abriu um inquérito para investigar a comercialização de gado doente por um abatedouro local, que teria distribuído a carne estragada para vários países da União Europeia. “Durante o dia saberemos onde está o restante. A rastreabilidade na França funciona bem, disse Guillaume. “É uma fraude terrível, econômica e sanitária”, disse o ministro francês. Ainda não se sabe se parte da carne chegou às prateleiras para consumo.

A comissária europeia para a Saúde e Segurança Alimentar, Vytenis Andiukaitis, anunciou a realização de uma inspeção na Polônia na próxima semana e pediu às autoridades polonesas que assegurassem o respeito às normas europeias.

A inspeção veterinária no país anunciou nesta quinta-feira (31) que 2,7 toneladas de carne de bois doentes, provenientes de abatedouros clandestinos, foram exportadas para dez países europeus além da França: Finlândia, Hungria, Estônia, Romênia, Suécia, Espanha, Lituânia, Portugal e Eslováquia.

Vídeos chocantes

Um repórter do canal polonês TVN24, que passou três semanas em um abatedouro em Kalinowo, no norte, traz imagens chocantes de animais doentes, puxados com uma corda pelo pescoço, dentro de um caminhão. Em seguida, os vídeos exibem carcaças e pedaços de carne visivelmente impróprios para consumo.

Segundo o Ministério da Agricultura polonês, trata-se de um incidente “isolado”. As autoridades eslovacas também descobriram pelo menos três carregamentos de carne de boi importados da Polônia, que estariam associados ao caso.

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.