Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/07 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/07 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/07 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

França: governo lança campanha contra homofobia e transfobia nas escolas

media Campanha de luta contra a transfobia feita pelo Ministério do Interior interieur.gouv.fr

O Ministério francês da Educação lançou nesta segunda-feira (28) uma nova campanha de sensibilização contra a homofobia e a transfobia nas escolas de ensino médio e universidades do país.

No ano passado, 18% dos alunos homossexuais ou transgêneros franceses declararam ter sido alvo de diferentes insultos nos últimos doze meses, de acordo com uma pesquisa publicada pelo Instituto IFOP feita em 2018. De acordo com o Ministério da Educação, outro estudo mostrou que essas experiências afetaram a saúde dos estudantes. Muitos passaram a ter medo de ir para a escola e 72% guardam lembranças “ruins” ou “muito ruins” do período passado no estabelecimento.

Durante a campanha, cujo slogan é “todos iguais, todos aliados”, organizada pelo governo francês, serão distribuídos folhetos com a palavra “Basta!” e exemplos de discriminação que devem ser banidos do cotidiano dos alunos. O governo também vai propor um guia acompanhado de um serviço de ajuda à distância por telefone, e-mail ou chat, e um manual para as equipes pedagógicas, que poderão ser acessados on-line.

Última campanha aconteceu em 2015

Os insultos homofóbicos se banalizaram e são particularmente ofensivos, lembra a ONG SOS Homofobia, que constatou em 2017 um aumento de 38% de atos desse tipo na escola. As consequências, segundo a associação, são o mau desempenho escolar, isolamento e depressão. O risco de tentativa de suicídio é quatro vezes mais elevado entre os jovens LGBT que no resto da população.

As provocações são frequentes nos estabelecimentos e começam cedo, ressalta o presidente da Associação, Joël Deumier. “Bicha é o primeiro xingamento que as crianças aprendem nos pátios das escolas”, exemplifica. Para ele, o fato de a palavra “transfobia” aparecer pela primeira vez em uma campanha do governo já é um avanço.

O governo também declarou que o tema será um dos destaques da Jornada Internacional de luta contra a Homofobia e a Transfobia, que acontecerá no próximo dia 17 de maio.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.