Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 16/01 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 16/01 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 16/01 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 16/01 08h57 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 16/01 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 16/01 08h30 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 13/01 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 13/01 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Últimas notícias
  • Brexit/Reino Unido: Governo de Theresa May escapa por pouco de moção de censura
França

França estuda punir alunos violentos cortando ajuda financeira concedida aos pais

media Além da possível sanção econômica para os pais, o projeto prevê mais segurança nas escolas do país. Martin BUREAU / AFP

Diante o aumento de casos de violência nas escolas francesas, o governo estuda a possibilidade punir as famílias dos menores infratores. Uma das hipóteses cogitada é cortar as ajudas financeiras dadas às famílias carentes daqueles que cometerem delitos nas salas de aula. A medida suscitou críticas.

O projeto prevê que as escolas que registrarem casos de violência e vandalismo notifiquem as autoridades. Em seguida, o serviço encarregado do sistema de alocações concedidas a famílias carentes seria acionado e poderia cortar as ajudas financeiras dadas pelo governo aos pais dos menores infratores. Outra possibilidade é descontar o valor dos estragos materiais provocados pelos alunos nas escolas. O projeto prevê uma série de advertências, esperando os pais reajam antes da sanção financeira.

A medida faz parte de uma série de ações imaginadas pelo governo. Além do possível corte das ajudas as autoridades preveem criar estruturas especiais para alunos que apresentem problemas graves de comportamento. Aumentar a segurança nos estabelecimentos escolares também faz parte das medidas.

Pena dupla para os pais? 

A iniciativa foi alvo de várias críticas, inclusive entre os membros do partido do presidente Emmanuel Macron. “Como podem imaginar que uma família que já não dá conta de um adolescente violento vai agir melhor se for privada das alocações?”, questionou o deputado Aurélien Taché nas redes sociais. “Trata-se de uma pena dupla”, martelou. “Essa medida, que teoricamente pretende responsabilizar as famílias, nunca foi eficaz”, completou o deputado Hugues Renson.

Diante das críticas, o ministro da Educação, Jean-Michel Blanquer, disse que por enquanto nada foi decidido e que um grupo de peritos está elaborando propostas. Mas insistiu que todas as hipóteses estão sendo estudadas, inclusive a punição da família. Para ele, é importante que os pais sejam responsabilizados pelos erros dos filhos.

Pais exigem da escola, mas escola também pode exigir dos pais

“Quando uma criança tem um comportamento violento, repetitivo, é preciso analisar as raízes do problema fora da escola. E se a família tem problemas, é preciso ajudá-la”, explicou o ministro. “Às vezes os pais exigem muito das escolas, mas as escolas devem poder exigir um pouco mais dos pais”, ponderou.

A violência nas escolas francesas é um assunto recorrente, mas a situação parece ter piorado nos últimos meses. Em outubro passado, uma professora foi ameaçada por um aluno com um revolver em uma sala de aula na periferia de Paris enquanto os colegas filmavam a cena. As autoridades constataram que a arma era falsa, mas o episódio chocou o país. O adolescente foi indiciado.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.