Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/05 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/05 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 20/05 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 20/05 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 20/05 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 20/05 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/05 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/05 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Agência de emprego do governo francês gera polêmica ao reproduzir prova do reality show The Voice

media Imagens de uma equipe da Pôle Emploi Reprodução Imagens France 2

A Pôle Emploi, agência pública para quem está procurando emprego na França, foi motivo de polêmica nessa semana por causa de um método pouco usual de fazer entrevista com os candidatos. Em várias sedes, os desempregados foram submetidos a uma performance parecida com a do programa de televisão The Voice, onde artistas tentam convencer os jurados de que eles merecem uma chance.

A cena lembra o reality show: os desempregados ficam de pé enquanto os recrutadores, sentados numa cadeira e de costas, escutam os candidatos apresentarem suas habilidades profissionais. Caso haja interesse, um deles se vira e o “seleciona”.

O método foi batizado de “This is the job” (“Esse é o trabalho”, em português). Até mesmo a buzina, que os selecionadores apertam no programa de televisão quando gostam de um artista, foi instalada. As associações de ajuda aos desempregados, assim como sindicatos do Pôle Emploi, criticam a iniciativa.

Intenção era lutar contra discriminação

No site da Pôle Emploi, a agência assume abertamente a relação com o programa de TV. Ela detalha um ateliê de três horas, reunindo 15 candidatos, com três minutos cada para convencer os seis membros do jury. “A operação, no modelo do The Voice, foi o verdadeiro sucesso”, pode-se ler no comunicado do Pôle Emploi.

A rádio France Inter entrou em contato com a agência, que confirmou a existência da iniciativa em cinco sedes, em quatro regiões francesas. “Foi uma ideia inocente, mas mal executada. A intenção era experimentar métodos de superar o CV, valorizar as competências e lutar contra a discriminação”, disse a Pôle Emploi, ressaltando o fato de que o exame acontecia “às cegas”, como no programa.

Após reconhecer que cometeu um “erro”, a Pôle Emploi disse que colocará fim ao método. A agência tem uma longa experiência de entrevistas inovadoras, como através de uma prova de esporte ou com jogos de aventura.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.