Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/05 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/05 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/05 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 21/05 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 21/05 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 21/05 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/05 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/05 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Italiano é preso por dar carona a imigrantes ilegais de Paris até Roma

media O italiano afirma ter encontrado os dois imigrantes no aplicativo Bablacar ©David Lefevre - BlaBlaCar

Um italiano foi condenado a nove meses de prisão e € 24.000 de multa por ter oferecido carona a dois imigrantes ilegais de Paris até Roma, sem ter consciência da situação dos passageiros. O julgamento ocorreu no dia 11 de agosto, mas só agora as informações foram divulgadas. O motorista fazia uso de um aplicativo francês de compartilhamento de carros por preço acessível.

Andrea, 26, e sua esposa francesa Charlène, 28, se inscreveram em agosto na plataforma de compartilhamento de carros “Blablacar”, com a intenção de dividir os custos da viagem. Os usuários do aplicativo encontram viajantes que vão para a mesma destinação e, ou pagam uma taxa para receber a “carona”, ou recebem uma quantia para levar os passageiros.

No dia 10 de agosto, o casal franco-italiano decidiu conduzir dois usuários do aplicativo para Roma. “Tudo ia bem até que chegamos à fronteira italiana”, explica Charlène ao site FranceInfo. “Apresentamos nossa identidade. Quando viram que havia um dos passageiros com dificuldade de encontrar os documentos, eles o levaram até um posto policial. Foi comprovado que os dois tentavam entrar ilegalmente na Itália. Eles eram imigrantes ilegais.”

Responsabilidade é do motorista, segundo nota do Blablacar

Andrea foi detido na noite de 10 de agosto e julgado no dia seguinte. Ele foi reconhecido culpado de cumplicidade de entrada ilegal no solo italiano e teve seu veículo confiscado. “O aplicativo não exigiu em nenhum momento meu documento”, disse Charlène, para quem a ausência de um passaporte não é um impedimento na hora de se inscrever na plataforma.

O Blablacar disse à FranceInfo que é a primeira vez que a empresa se confronta a esse tipo de situação com a Itália. O aplicativo também afirmou que quando os motoristas publicam um anúncio para um trajeto internacional, ele deve ter certeza de que todos os passageiros possuem documentos oficiais.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.