Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/05 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/05 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/05 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/05 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/05 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/05 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/05 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/05 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Rappers que brigaram em aeroporto na França e atrasaram voos estão sob custódia da polícia

media Os rappers Booba (esq) et Kaaris foram colocados sob custódia da polícia nesta quarta-feira, 1° de agosto de 2018. Dominique FAGET / AFP

O hall do aeroporto de Orly parecia uma cena de luta: uma briga irrompeu nesta quarta-feira (1°) entre os rappers franceses Booba e Kaaris, que foram presos e colocados sob custódia da polícia, com onze de seus acompanhantes, causando atrasos de voos e fechamento temporário de uma área do local. Booba é uma das maiores estrelas da música hip hop da França.

Em vídeos postados nas redes sociais por passageiros, vemos socos e pontapés entre homens dentro "duty free" e nos corredores do aeroporto da região parisiense, lotado neste período de verão do hemisfério Norte.

Enquanto os passageiros vagavam no lobby com seus carrinhos de bagagem, uma briga repentina entre um grupo de homens causou inicialmente surpresa e medo.

Treze pessoas no total foram presas depois de briga que ocorreu por volta das 15h locais (10h de Brasília) em uma sala de embarque no Pavilhão 1 do terminal Oeste, segundo Ministério Público de Créteil. Uma investigação sobre o violento incidente foi confiada à polícia de fronteira (PAF), que interrogou nesta quarta-feira os presos, segundo a Justiça francesa.

"Um pequeno número de voos foi adiado por 15 a 30 minutos no momento da luta e o lobby foi fechado temporariamente. Os embarques no local foram temporariamente adiados para outras áreas, mas as chegadas aconteceram normalmente", declarou o porta-voz dos Aeroportos de Paris.

No início da noite, a situação já havia voltado ao normal, de acordo com uma fonte do aeroporto. No entanto, danos foram registrados em uma loja de "duty free", e o responsável deve dar queixa.

Antes de serem detidos, os dois rappers se dirigiam separadamente para Barcelona, ​​onde deveriam se apresentar nesta quarta-feira, de acordo com a mesma fonte.

Amizade antiga

Booba, 41, e Kaaris, de 38 anos, se conhecem desde 2011, quando Booba já era um dos rappers franceses mais famosos em todo o mundo. Booba convidou-o para participar de sua coletânea "Autopsy 4", e pediu colaborações em "Kalash", de seu álbum "Future", de 2012. Uma colaboração que o próprio Kaaris chamará de "detonadora" de sua própria carreira.

Mas foi a guerra com outro rapper, Rohff, que destruiu a amizade, Booba culpando Kaaris por não apoiá-lo em sua disputa contra Rohff.  Este último, com quem Booba tem uma feroz rivalidade, foi condenado em novembro do ano passado a cinco anos de prisão por violência grave cometida em 2014 na loja de roupas parisiense do rapper "Unküt".

Milhões de discos vendidos

Booba é o primeiro rapper a ter lotado em show solo o estádio Paris-Bercy. Em 13 de outubro, o vendedor de 2,5 milhões de álbuns se apresentará na U Arena Nanterre, cuja capacidade (40 mil lugares) é o dobro da capacidade de Bercy.

Kaaris é uma das pontas de lança do "hardcore rap". Ele lançou quatro discos, o último dos quais, "Dozo", em novembro de 2017. Originalmente de Sevran, em Seine-Saint-Denis, no norte de Paris, ele foi revelado em 2013 com o álbum "Black Gold". Com quatro álbuns, ele vendeu quase 500 mil discos.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.