Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/04 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/04 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 20/04 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 20/04 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 20/04 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 20/04 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 15/04 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 15/04 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

França vai retirar Legião de Honra concedida a Bashar Al-Assad

media Bashar Al-Assad (esquerda) recebeu a Legião de Honra em 2001 do então presidente francês Jacques Chirac. Jack GUEZ/AFP

A França iniciou o processo para retirar a Legião de Honra concedida ao presidente sírio, Bashar Al-Assad, em 2001. A informação foi confirmada na noite de segunda-feira (16) pelo Palácio do Eliseu.

"O Palácio do Eliseu informa que um procedimento disciplinar de retirada da Legião de Honra a Bashar Al-Assad foi empreendido", informou a presidência da República francesa em comunicado. Segundo o documento, a decisão “é coerente” com a posição da França sobre a guerra na Síria e acontece três dias após a França participar do bombardeio ocidental contra o país.

A Legião de Honra, a mais alta condecoração francesa, criada por Napoleão Bonaparte, foi concedida a Al-Assad em 2001 pelo então presidente francês Jacques Chirac. A honraria foi entregue ao líder sírio logo depois que ele sucedeu ao pai, Hafez Al-Assad, na presidência do país.

Atos contrários à honra

Apenas o chefe de Estado em exercício tem o poder de retirar uma Legião de Honra. O presidente Emmanuel Macron já havia tomado as mesmas medidas contra o produtor americano Harvey Weinstein, no alvo de um imenso escândalo de agressões sexuais e estupros que sacudiu Hollywood no final de 2017.

Desde 2010, um decreto permite retirar mais facilmente esta distinção a um estrangeiro que tenha "cometido atos contrários à honra". Outras personalidades que tiveram a Legião de Honra revogada foram o ciclista americano Lance Armstrong e o estilista britânico John Galliano.

Já para os cidadãos franceses, a distinção é automaticamente retirada caso forem condenados a ao menos um ano de prisão.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.