Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 15/01 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 15/01 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 15/01 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 15/01 08h57 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 15/01 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 15/01 08h30 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 13/01 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 13/01 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

França vive onda de frio siberiano

media Frio Paris A neve poderá voltar a cair em Paris na quinta-feira (1) REUTERS/Philippe Wojazer

A França enfrenta nesta semana uma onda de frio, com temperaturas que podem atingir até dez graus negativos. A sensação térmica poderá chegar a menos 18 graus em algumas regiões. O motivo do fenômeno é uma massa de ar polar que vem da Sibéria e já está sendo batizada de "Moscou-Paris".

A frente fria chegou à França neste domingo, vinda do nordeste do continente, e se instala graças à presença de um anticiclone no norte da Europa e da baixa pressão no Mar Mediterrâneo. Esses dois fatores provocaram a aparição de um corredor de vento polar entre a Rússia e o leste europeu.

De acordo com o serviço de meteorologia francês, terça-feira será o dia mais frio no país desde 2012. Nos Alpes, a sensação térmica será de 25 graus negativos, por conta do vento, que poderá chegar a 70 km/h. Em compensação, os dias serão ensolorados em todo o país. O frio já deixou uma vítima: um sem-teto foi encontrado morto neste domingo em Valence, no sudeste da França, onde os termômetros chegaram a menos 3 graus.

As autoridades francesas ativaram o plano “Grand Froid” (Onda de frio em tradução livre), disponibilizando mais de 3100 lugares em abrigos para os sem-teto em todo o país e 500 em Paris. O ministro do Interior francês, Gerard Collomb, declarou neste domingo (25) que a assistência às pessoas desabrigadas também será reforçada.

As autoridades sanitárias lembram que outras populações são particularmente frágeis às baixas temperaturas, como os bebês e as pessoas idosas. A Agência do Meio Ambiente e da Energia também pediu que os franceses economizem eletricidade.

Neve, poluição e primavera

A neve já começou a cair na região dos Alpes, o que pode atrapalhar a circulação nas ruas e estradas. Ela também é esperada no norte do país, inclusive Paris, na quinta-feira (1). O frio também trouxe um pico de poluição na França, com acúmulo de partículas finas em várias regiões do país. Surpreendentemente, apesar das atuais temperaturas negativas, os termômetros devem subir rapidamente e atingir até 15 graus no domingo(5).

 
O tempo de conexão expirou.