Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/06 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 18/06 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 18/06 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/06 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 17/06 15h00 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 17/06 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 17/06 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Frente fria de 10 graus negativos avança para a França

media Frio glacial deve congelar fontes e chafarizes de Paris. REUTERS/Philippe Wojazer

Depois de passar pelo janeiro menos frio dos últimos cem anos, a França enfrenta, no início da semana que vem, a chegada de uma forte frente fria, que, provavelmente, terá os dias mais gelados deste inverno europeu. As autoridades francesas já estão em alerta para dar abrigo aos sem-teto.

“Segunda (26) e terça-feira (27) serão, seguramente, os dias mais frios do inverno de 2018”, avisou o climatologista François Jobard, detalhando que a temperatura nas regiões Norte e Leste da França podem ficar entre 5 e 10 graus Celsius negativos.

Ventos de 50 a 60 quilômetros por hora, sobretudo no interior do país, devem aumentar consideravelmente a “sensação glacial”.

Ajuda aos sem-teto

O ministério da Coesão Territorial avisou já ter dado início à operação “Frente Fria” em 29 departamentos para abrigar os sem-teto. O plano, que funciona desde o início de fevereiro, consiste em abrir mais 2.678 vagas em albergues, para que as pessoas não durmam nas ruas.

“A frente fria deve começar na noite de domingo, chegando pelo nordeste da França, atingindo, na segunda-feira, o resto do país, com uma duração de, pelo menos, três dias”, informou o Serviço Nacional de Meteorologia.

Direto de Moscou

Desde 2005 que a França não enfrenta dias tão frios. O fenômeno, conhecido pelos meteorologistas como “Moscou-Paris”, acontece quando massas de ar frio circulam, sem transição, da Rússia para a França.

Não há, porém, previsão de neve ou chuva para o norte do país. O frio deve ser acompanhado por dias de céu aberto e ensolarados. A exceção fica para as regiões mediterrâneas, onde pode nevar no início da semana.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.