Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 13/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 13/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 13/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 13/10 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 13/10 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 13/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 12/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 12/10 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Migrantes são feridos a bala durante briga em acampamento de Calais

media Briga aconteceu durante a distribuição de alimentos para imigrantes por uma associação em Calais PHILIPPE HUGUEN / AFP

Pelo menos quatro pessoas foram baleadas durante uma briga entre migrantes afegãos e eritreus em Calais, no norte da França. O conflito começou durante a distribuição de alimentos.

De acordo com a polícia, cerca de 100 migrantes, armados com pedras e pedaços de madeira, começaram a brigar no início da tarde desta quinta-feira (1°), perto do hospital da cidade. O local é próximo do antigo acampamento, conhecido como “a selva”, desmantelado em 2016, onde já moraram mais de 8 mil migrantes.

Uma segunda briga começou a 5km de distância, na cidade vizinha de Marck. “A polícia teve que intervir para proteger um grupo de cerca de 20 migrantes afegãos que estavam sendo atacados por entre 150 e 200 eritreus”, relatou a Procuradoria.

Segundo as autoridades locais, as vítimas estão no hospital de Calais e uma delas, gravemente ferida, teve que ser transferida. Os três outros também sofreram vários ferimentos.

O episódio acontece no mesmo dia em que uma operação de desmantelamento de acampamentos clandestinos foi lançada pela polícia. A última briga entre migrantes envolvendo armas de fogo em Calais ocorreu em novembro de 2017. Na época, cinco afegãos ficaram feridos no que parece ter sido um acerto de contas envolvendo coiotes que tentam facilitar a passagem para o Reino Unido pelo canal da Mancha.

Segundo as associações que atuam na região, cerca de 800 migrantes continuam vivendo em Calais. As autoridades afirmam que eles seriam menos de 600 acampados na cidade, escolhida como porta de entrada do Reino Unido para os que tentam atravessar clandestinamente o canal, nadando ou escondidos em barcos e caminhões.  

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.