Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/02 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/02 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/02 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/02 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/02 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/02 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 18/02 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 18/02 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Petrobras conclui venda de ativos do pré-sal para francesa Total

media Total vai explorar os campos de pré-sal na costa brasileira junto com a Petrobras Stéferson Faria / Ag. Petrobras

A brasileira Petrobras e a francesa Total anunciaram nesta segunda-feira (15) a conclusão do processo de cessão de direitos de dois campos do pré-sal. A gigante europeia vai desembolsar quase US$ 2 bilhões para participar das concessões de Iara e Lapa, na Bacia de Campos, no Rio de Janeiro.

Concretamente, a brasileira transfere à Total uma participação de 35%. A empresa francesa passa a ser operadora do campo de Lapa ao lado da Shell (30%) e da Repsol-Sinopec (25%). A Petrobras passa a operar 10% do campo, que entrou em produção em dezembro de 2016.

Já na concessão de Iara, a Petrobras transfere à Total uma participação de 22,5%. A estatal brasileira preserva 42,5%, ao lado da Shell (25%) e da Petrogal (10%). A produção de Iara deve começar em 2018.

"Essas operações representam um grande passo na nossa aliança estratégica. A Petrobras é líder na exploração do pré-sal e a Total é líder na exploração de campos de águas profundas na costa oeste africana. Nossa parceria tem potencial para reduzir nossos riscos exploratórios e fazer ambas companhias mais competitivas", indicou o presidente da Petrobras, Pedro Parente, no comunicado da companhia.

"Estamos particularmente satisfeitos por sermos a primeira major a operar um campo em produção no pré-sal brasileiro", afirmou por sua vez Patrick Pouyanné, presidente da Total. As duas companhias já são parceiras em 19 consórcios na exploração e produção. Um dos projetos emblemáticos é o campo do pré-sal de Libra, cujas reservas são estimadas entre 8 e 12 bilhões de barris de petróleo bruto.

Com informações da AFP

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.