Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 09/12 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 09/12 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 09/12 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 09/12 08h57 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 09/12 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 09/12 08h30 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 07/12 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 07/12 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Ladrões atrapalhados deixam cair joias roubadas no Ritz de Paris

media As joias roubadas do Hotel Ritz de Paris, avaliadas em € 4,5 milhões, foram recuperadas. REUTERS/Kevin Coombs

Todas as joias roubadas na quarta-feira (10) durante um assalto ao emblemático Hotel Ritz de Paris foram recuperadas, anunciou na noite de quinta-feira uma fonte ligada à investigação. Três dos cinco ladrões foram presos. A polícia continua à procura dos outros dois cúmplices, que conseguiram fugir depois do roubo.

Segundo uma primeira estimativa, os ladrões levaram joias e relógios de luxo avaliados em mais de € 4 milhões. Cinco homens encapuzados invadiram o luxuoso hotel situado na Praça Vendôme, no coração da capital francesa. Três entraram pela porta dos fundos e, armados com machados, quebraram as vitrines da galeria comercial do hotel que abriga várias lojas de luxo, enquanto os cúmplices esperavam do lado de fora.

Os ladrões tentaram fugir pelos fundos do hotel, mas as portas estavam bloqueadas. Sem alternativa, eles passaram as mochilas com as joias para seus colegas do lado de fora, por uma janela.

Os dois que estavam na rua conseguiram fugir, um em um carro e o outro em uma moto. O que estava na moto deixou cair uma bolsa cheia de joias, depois de atropelar um pedestre.

Três ladrões presos e dois em fuga

O carro foi achado ao norte da capital, mas por enquanto o paradeiro dos dois ladrões é desconhecido. Os outros três foram detidos por policiais que patrulhavam o bairro. Eles têm cerca de 30 anos, segundo a polícia, e têm antecedentes por roubo à mão armada e outros crimes com violência.

O ministro do Interior francês, Gérard Collomb, e o chefe da polícia Michel Delpuech parabenizaram pelo Twitter os policiais que conseguiram prender os ladrões. Mas o roubo audacioso, cometido em um dos bairros mais turísticos da capital francesa, representa um novo golpe para a imagem de Paris, depois de uma onda de crimes que ganharam as páginas dos jornais do mundo todo, como o assalto sofrido, em 2016, pela estrela dos reality shows Kim Kardashian.

A segurança foi reforçada em 2014 neste luxuoso bairro parisiense, após vários roubos de menos destaque em algumas das joalherias situadas na praça, onde também se encontra o ministério da Justiça. A Procuradoria de Paris abriu uma investigação por roubo com arma e formação de quadrilha, da qual ficará encarregada a Brigada de Repressão à Delinquência (BRB) da polícia parisiense.

Propriedade desde 1979 do magnata egípcio Mohammed Al-Fayed, o Ritz reabriu suas portas em junho de 2016, depois de quatro anos em reformas. O palacete, inaugurado em 1898, conta com 142 quartos e suítes de luxo e já hospedou inúmeras personalidades, como a princesa Diana, que estava no hotel antes de sofrer o trágico acidente que a matou, há 20 anos.

Com informações AFP

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.