Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 16/12 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 16/12 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 16/12 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 16/12 08h57 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 16/12 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 16/12 08h30 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 15/12 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 15/12 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

"Dar show não é suficiente", diz Libération sobre Macron em Burkina Faso

media "O Show Macron" é a manchete de capa do jornal Libération desta quarta-feira (29). Reprodução Libération

Toda a imprensa francesa se concentra nesta quarta-feira (29) a dissecar o discurso midiático do presidente francês, Emmanuel Macron, na terça-feira (28) na universidade de Uagadugu. O chefe de Estado realiza nesta semana um giro pelo continente africano com o objetivo de refundar as relações com países da África e romper com o passado colonialista. A imprensa cobra mais atos e menos performances do líder francês.

"O Show Macron" é a manchete de capa do jornal Libération. O diário progressista elogia a etapa inicial da primeira viagem de Macron como presidente ao continente africano. Segundo o Libé, o longo discurso realizado diante do auditório lotado pelos estudantes de Uagadugu agradou a juventude do país, "muito politizada e consciente de ter sido uma peça-chave na insurreição que destituiu, há três anos, o então presidente Blaise Compaoré, que permaneceu no poder durante 27 anos".

Para Libération, o sucesso de Macron na capital do Burkina Faso se deve ao anúncio do fim de uma "política africana da França", lembrando que "o passado deve passar", mas ressaltando também os desafios desta nova relação entre a a França e a África. Segundo o jornal, entre os principais projetos que o chefe de Estado pretende realizar nesse país, que é ex-colônia da França, estão a prioridade à educação e às novas parcerias entre universidades francesas e africanas, o controle demográfico, a luta contra o tráfico de migrantes e o combate ao terrorismo.

No entanto, em editorial, o jornal desafia o presidente a colocar seus projetos em prática. Afinal, segundo Libé, para responder a todos os problemas evocados durante seu discurso, "um show não é o suficiente".

Show na África

A imagem e a atitude midiática do líder francês também são evocadas pelo jornal Aujourd'hui en France desta quarta-feira. "Na África, Macron faz seu show" é a manchete do diário.

Para o jornal, apesar de o discurso ter sido bem-sucedido, a juventude africana está longe de ser convencida pelo projeto de ruptura colonialista. Ao responder às ousadas perguntas dos universitários de Uagadugu sobre questões ainda mal resolvidas do passado, o presidente se deu conta que a História não será facilmente reparada, assinala Aujourd'hui en France.

"Macron quer uma Europa mais engajada na África" é a manchete de capa do jornal Le Figaro. O diário elogia o discurso do presidente ontem em Uagadugu, no qual declarou que o período colonial francês foi marcado por "erros" e "crimes" e fez um apelo por uma nova relação com o continente africano, propondo novas parcerias, focadas especialmente na juventude.

Em editorial, Le Figaro classifica o discurso do chefe de Estado como "bem-sucedido, objetivo e inovador". "Em uma África onde cultivamos a palavra dos mais velhos, o jovem dirigente fez sua voz ser ouvida", escreve o jornal conservador.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.