Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 15/01 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 15/01 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 15/01 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 15/01 08h57 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 15/01 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 15/01 08h30 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 13/01 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 13/01 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Atentado com faca deixa dois mortos em Marselha, no sul da França

media O saguão da estação Saint-Charles de Marselha, palco do ataque com faca deste domingo, 1° de outubro de 2017. AFP/BORIS HORVAT

Um homem esfaqueou e matou duas mulheres neste domingo (1) na principal estação de trem de Marselha, no sul da França. O agressor foi abatido pela polícia. As autoridades tratam o ataque como um “atentado terrorista”.

O ataque aconteceu às 13h45, pelo horário local, 8h45 em Brasília, na estação Saint-Charles, no centro de Marselha. O agressor teria gritado “Alá é grande”, no momento em que esfaqueou as vítimas. Ele foi abatido a tiros por militares que patrulhavam o local e que integram a operação Sentinela, organizada para garantir a segurança do país após os atentados de janeiro de 2015 em Paris.

O chefe da Polícia local, Olivier de Mazières, pediu à população de Marselha que evite a área. Ele acrescentou que uma operação policial será realizada durante a tarde no setor.

O ministro do Interior da França, Gérard Collomb, anunciou em sua conta no Twitter que estava indo imediatamente a Marselha. A justiça antiterrorista de Paris já abriu um inquérito por “assassinato em relação com uma ação terrorista”.

Multiplicação de ataques

Desde os atentados de 13 de novembro em Paris, em 2015, a França é alvo de uma série ataques individuais, principalmente contra as forças de ordem que garantem a segurança do país.

No último ataque, em 15 de setembro, um homem armado com uma faca atacou no centro de Paris, um militar, mas sem deixar feridos. Esse foi o sétimo ataque contra integrantes da Sentinela e reabriu o debate sobre a eficácia da operação antiterrorista.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.