Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 18/01 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 18/01 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 18/01 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 18/01 08h57 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 18/01 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 18/01 08h30 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 13/01 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 13/01 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Frente Nacional segue perdendo aliados para movimento dissidente

media Florian Philippot, que deixou a Frente Nacional no dia 22 e vem angariando aliados para seu movimento Os Patriotas REUTERS/Robert Pratta

Cinco vereadores da Frente Nacional (FN) de Hauts-de-France, região de Marine Le Pen, anunciaram segunda-feira (25) abandonar o partido e se juntar ao movimento Os Patriotas, lançado pelo ex-vice-presidente da FN, Florian Philippot, que, por sua vez, deixou o partido na semana passada.

"Deixamos a FN sem qualquer animosidade, mas com alguma tristeza", disse o ex-secretário do partido do condado no Somme, Eric Richermoz, denunciando uma “redemonização” da sigla e "expurgos" internos.

Daniel Philippot, Virginie Rosez Véronique Descamps e Astrid Leplat também deixaram o partido e o grupo regional, que contava, depois das eleições com 2015, com 54 vereadores. Após as três primeiras desfalques, são apenas 46.

Richermoz, que já oficializou a sua saída da FN, espera agora formar um grupo de Patriotas (mínimo 10 eleitos) nos próximos meses.

De acordo com pessoas próximas a Florian Philippot, este racha na FN é especialmente motivado pela "mudança na questão do euro" e pela "inaudível linha política" do partido.

Florian Philippot, que pertence a outra região, havia anunciado na última sexta-feira (22) a criação do primeiro grupo O Patriotas, a associação que fundou na primavera, na origem do conflito com Marine Le Pen, com 11 eleitos.

(Com informações da AFP)

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.