Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 15/12 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 15/12 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 15/12 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 15/12 08h57 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 15/12 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 15/12 08h30 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 10/12 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 10/12 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Jornais franceses antecipam desafios do governo depois das férias

media Governo francês sai de férias, mas com uma longa lista de dever de casa segundo os jornais franceses desta quarta-feira, 9 de agosto de 2017. REUTERS/Jean-Paul Pelissier

Começa nesta quarta-feira (9) o recesso de verão do governo francês. Os planos e desafios do presidente Emmanuel Macron para o retorno das férias é manchete nos principais jornais franceses de hoje.

Em manchete de capa, Le Figaro afirma que "Macron se prepara para enfrentar uma volta difícil". "No momento em que o governo sai de férias, o chefe de Estado se prepara para um outono político e social complicado, se levarmos em conta as reformas que ele deseja promover", analisa o diário. "A volta das férias se anuncia difícil. Dentro desta perspectiva, Emmanuel Macron tenta neutralizar o campo minado. O presidente renunciou à criação do cargo oficial de primeira-dama a sua esposa, no momento em que esta polêmica não cessava de crescer", continua o Figaro. "O executivo se prepara para uma oposição forte sobre a reforma do Código do Trabalho, que efrenta uma mobilização decidida dos partidos de esquerda e dos sindicatos, que contestam a reforma", publica o jornal francês.

"No momento em que os descontentamentos inflam, o chefe de Estado conta mostrar na volta das férias que ele é capaz de retomar as rédeas", explica Le Figaro, que cita François Patriat, o líder no Senado do partido República em Marcha, do presidente francês: "É necessário mobilizar todos os apoios, deputados, senadores e o partido para acompanhar o governo e lhe ajudar a colocar em prática a coerência do programa de Emmanuel Macron".

Le Figaro diz ainda que a maioria macronista deverá enfrentar a onda de oposição e que alguns setores podem ser considerados prioritários para o governo, como a Defesa, a Educação, a Saúde, os portadores de deficiência, a Justiça e a Ecologia. "Escolhas claras serão feitas a respeito deste orçamento", publica o diário, completando que, nos próximos meses, duas outras reformas devem ser lançadas: a da Moradia e a da Formação Profissional.

Mudanças no Eliseu e a maldição do "primeiro verão"

Aujourd'hui en France traz o título "Operação Redefinição no Eliseu": "o governo atravessa um verão complicado", continua o jornal, afirmando que "depois de um começo de verão difícil e uma volta das férias que se anuncia tensa, o chefe de Estado, com popularidade em queda nas pesquisas de opinião, teve que redefinir sua tropa" e terá um motivo para refletir durante as férias.

"Os últimos conselhos de ministros foram tensos", continua o diário, e as redefinições "devem atingir vários setores do governo". Já em setembro a reforma do código do trabalho e as eleições para o Senado francês devem ser, segundo o jornal, prioridades de Macron, que também enfrenta, segundo Aujourd'hui en France, a chamada "maldição do primeiro verão". Para o tabloide, "num governo de cinco anos, o primeiro verão é um momento que conta", lembrando fiascos estivais de seus antecessores, Nicolas Sarkozy e François Hollande.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.