Ouvir Baixar Podcast
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 18/06 09h30 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/06 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 18/06 09h33 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/06 09h36 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/06 09h57 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/06 15h00 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/06 15h06 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/06 15h27 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Emmanuel Macron derrota Marine Le Pen e é eleito presidente da França

media Emmanuel Macron foi eleito com mais de 60% dos votos, confirmando as pesquisas divulgadas nas últimas semanas

Os franceses escolheram neste domingo (7) o centrista Emmanuel Macron para dirigir o país nos próximos cinco anos. Ao derrotar a líder da extrema-direita Marine Le Pen, o ex-ministro da Economia se torna, aos 39 anos, o mais jovem presidente da história da França.

Cerca de 47 milhões de eleitores foram convocados para decidir entre Marine Le Pen e Emmanuel Macron, que aparecia como favorito em todas as pesquisas de intenção de voto para o segundo turno. De acordo com os primeiros resultados, divulgados às 20h pelo horário de Paris (15h em Brasília), o ex-ministro da Economia obteve 65,5% dos votos, contra 34,5% para a líder da extrema-direita. 

Este segundo turno foi marcado pela maior abstenção desde 1969, mais de 25%, segundo as últimas pesquisas. O número de brancos e nulos quase atinge 9%, o equivalente a mais de 4,2 milhões de pessoas, um recorde em uma eleição presidencial.

Depois de uma eleição concorrida, marcada por escândalos, e que terminou com a eliminação dos principais partidos tradicionais no primeiro turno, os franceses elegeram como oitavo presidente da chamada Vª República (iniciada em 1958) um candidato que reivindica não ser nem de direita, nem de esquerda. Além disso, Macron é o chefe de Estado mais jovem do país, deixando para trás o recorde batido por Napoleão Bonaparte, que tinha 40 anos quando dirigiu a França, em 1848.

Macron assume em um país dividido

Macron vai governar uma nação dividida politicamente entre zonas urbanas (privilegiadas e reformistas) e as regiões rurais ou afastadas dos grandes centros (tentadas pelos extremos). O novo presidente, que não parece recuar diante dos desafios, tem vários obstáculos pela frente, como um desemprego endêmico de cerca de 10%, a luta antiterrorista e a crise da União Europeia (UE).

Ainda que Marine Le Pen, de 48 anos, tenha perdido por ampla margem, esta não é vista como uma derrota absoluta para ela, nem para seu partido, a Frente Nacional (FN), que convenceu de 33,9% a 34,5% do eleitorado com promessas contra a imigração e a zona do euro. Em um rápido discurso após o anúncio dos primeiros resultados, a chefe da extrema-direita declarou que vai "liderar o combate" das eleições legislativas, realizadas no mês de junho. A candidata derrotada também disse que “as forças políticas que elegeram Macron perderam toda a legitimidade de representar uma força de alternância e até mesmo uma oposição”.

Novo presidente toma posse ainda este mês

O chefe de Estado é eleito na França por sufrágio universal direto, por um mandato de cinco anos, renovável uma vez. Independentemente da taxa de participação, para ser eleito, o presidente deve obter a maioria absoluta dos votos expressos em um ou dois turnos.

O voto em branco, que permite apontar uma rejeição das opções propostas, não é reconhecido na França. Desde a promulgação de uma lei em 2014, esses votos são contados separadamente dos votos nulos e somados como tal na ata de cada colégio eleitoral, mas não são tidos em conta no cálculo dos votos expressos.

A posse do oitavo presidente da Vª República terá lugar o mais tardar em 14 maio, quando termina oficialmente o mandato de François Hollande.

Estimativa da votação do 2° turno da Eleição Presidencial

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.