Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 15/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 15/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 15/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 15/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 15/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 15/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 14/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 14/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Para 63% dos telespectadores, Macron foi mais convincente no debate com Le Pen

media 63% dos telespectadores acharam que Macron foi o mais convincente Reuters

O candidato centrista Emmanuel Macron foi considerado o melhor no debate desta quarta-feira (4) com Marine Le Pen, da extrema-direita, segundo a opinião dos telespectadores, compilada pelo instituto de pesquisa Elabe.

Do 1.314 entrevistados, 63% acharam que ele foi mais convincente, e 64%, que seu programa é melhor. Os dois candidatos disputam o segundo turno da eleição presidencial francesa, que acontece neste domingo (7).

Já 66% dos eleitores do ex-candidato da esquerda radical, Jean-Luc Mélenchon, acharam Macron mais convicente. Era um desejo do candidato centrista, que queria atrair esse eleitorado, após a falta de orientação do partido sobre em quem votar no segundo turno. Entre os eleitores do ex-candidato de direita, François Fillon, o índice foi de 58%.

"Foi um debate jamais visto, de uma violência incrível”, disse Frédéric Dabi, diretor do instituto de pesquisa Ifop. “A estratégia de Le Pen foi de empurrar Macron a cometer erros. Ela não conseguiu.”

Para o diretor da consultoria Cap, Stéphane Rozès, o candidato do movimento Em Marcha saiu vitorioso. “Ele demonstrou sua combatividade. Ele tem um jeito tranquilizador, enquanto Le Pen, psicologicamente e no fundo, é mais hesitante.”

Ele acrescentou que Macron dominava mais os assuntos. “Vimos uma Le Pen vaga e agressiva. Ela usou uma artimanha que não interessa aos franceses, que é de saber se Macron é ou não o sucessor do passado, porque uma eleição presidencial leva tudo à estaca zero.”

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.