Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 21/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 21/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 21/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Obama faz vídeo de apoio a Macron na corrida presidencial francesa

media Barack Obama em vídeo de apoio a Emmanuel Macron Twitter

 O ex-presidente norte-americano declarou seu "apoio" a Emmanuel Macron. Barack Obama fez um vídeo que foi divulgado nesta quinta-feira (4) nas redes sociais pelo movimento do candidato centrista, a três dias do segundo turno da eleição presidencial na França.

 "Quero que saibam que apoio Emmanuel Macron", declarou, em inglês, o ex-presidente americano. Segundo Obama, esta eleição, que opõe o centrista à candidata da extrema-direita Marine Le Pen, tem "uma importância capital para o futuro da França e os valores que nos são caros".

Obama, que teve uma conversa telefônica com o candidato de 39 anos três dias antes do primeiro turno, explica no vídeo que "sempre sentiu gratidão pela amizade do povo francês e pelo trabalho realizado em conjunto" quando era chefe de Estado. "Não tenho a intenção de me envolver em muitas eleições agora que já não me apresentarei (a outras), mas o sucesso da França é importante para todo o mundo", concluiu o ex-chefe da Casa Branca.

Vários líderes políticos estrangeiros já expressaram apoio a Macron. A chanceler alemã Angela Merkel recebeu o centrista em Berlim durante a campanha e logo após o primeiro turno, seu porta-voz Georg Streiter lembrou que o ex-ministro da Economia é um candidato pró-Europa, que “quer desenvolver a amizade franco-alemã”.

O primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, foi mais direto, e disse que a vitória de Macron no primeiro turno “poderá dar muita força para quem quer mudar a Europa”. “Parabens Macron, o desafio começa agora”, completou o premiê via Facebook. O Conselho Europeu e a Comissão Europeia também celebraram a vitória do centrista no primeiro turno da eleição presidencial francesa.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.