Ouvir Baixar Podcast
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 18/11 08h57 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 18/11 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 18/11 08h30 GMT
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 17/11 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 17/11 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 17/11 14h00 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 17/11 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 17/11 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Últimas notícias
  • Estilista Azzedine Alaïa morre aos 77 anos em Paris
França

Mélenchon, da esquerda radical, cresce e conquista 3° lugar nas pesquisas

media O líder da extrema-esquerda, Jean-Luc Mélenchon, registra uma performance surpreendente na campanha eleitoral. AFP/Eric Feferberg

A apenas duas semanas do primeiro turno da eleição presidencial francesa, o candidato da esquerda radical, Jean-Luc Mélenchon, registra uma surpreendente performance. O líder do movimento França Insubmissa ganhou a simpatia dos eleitores e ostenta agora um terceiro lugar nas intenções de voto, ao lado do candidato da direita, François Fillon.

Há algumas semanas, Jean-Luc Mélenchon era considerado uma carta fora do baralho. No início da campanha, tinha o apoio de seu tradicional eleitorado e ganhou espaço na mídia ao utilizar um holograma em seu primeiro comício em Paris, simultâneo com o de Lyon. Mas nada que pudesse supreender ou mudar o rumo da campanha eleitoral.

As marcantes performances do candidato da esquerda radical nos debates na televisão francesa chamaram a atenção do eleitorado em busca de um candidato antissistema, fora dos padrões e dos moldes da política tradicional. Em suas duas participações nos debates, Mélenchon ironizou as propostas da líder da extrema-direita Marine Le Pen - o que fez rir a plateia -, roubou a cena do popular centrista Emmanuel Macron e teve a irreverência de aplaudir as ideias ultraprogressistas do candidato anticapitalista Philippe Poutou.

O comportamento espontâneo, aguerrido e, ao mesmo tempo, bem humorado, parece ter conquistado uma parte do eleitorado. Mélenchon, que antes amargava uma quinta colocação, ultrapassou o candidato socialista Benoît Hamon e agora disputa o terceiro lugar com o republicano François Fillon. Uma pesquisa divulgada pelo instituto BVA neste sábado (8) mostra que o líder ganhou quatro pontos em apenas uma semana e registra agora 19% das intenções de voto.

Macron e Le Pen perdem eleitores

Ao que parece, Mélenchon abocanhou votos dos eleitores de Macron e Le Pen, ambos em baixa nas pesquisas. O centrista perdeu dois pontos em uma semana e, se o primeiro turno fosse hoje, seria escolhido por 23% dos franceses. Já a líder da extrema-direita perdeu um ponto e está empatada com Macron. Nas simulações para o segundo turno, o centrista venceria Le Pen por 61% contra 39% dos votos.

Resta saber como evoluirão as campanhas nos próximos dias e se Mélenchon continuará conquistando votos para bater Fillon. Entre os eleitores do candidato antissistema entrevistados, 59% dizem ter certeza de sua escolha. O líder fará um comício em Marselha, no sul da França, no domingo (9). Já Marine Le Pen Marine reuniu seus simpatizantes em Ajaccio, na Córsega.

Hamon realizou neste sábado uma conferência para estudantes da Sciences Po de Paris, a maior universidade de ciências políticas da França, enquanto Macron realizou uma reunião com associações de regiões ultramarinas da França em Paris. Fillon realiza um comício em Paris no domingo.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.