Ouvir Baixar Podcast
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 18/06 09h30 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/06 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 18/06 09h33 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/06 09h36 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/06 09h57 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/06 15h00 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/06 15h06 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/06 15h27 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Bispo francês renuncia por "atos inapropriados" com menores

media O bispo de Dax, Hervé Gaschignard (esquerda), em foto de 2012. CC/Wikimedia

O bispo de Dax, no sudoeste da França, pediu demissão devido a "atitudes pastorais inapropriadas" em relação a menores. Segundo a igreja católica francesa, o papa Francisco aceitou a renúncia do religioso nesta quinta-feira (6).

De acordo com um comunicado divulgado pela Conferência Episcopal da França, o monsenhor Hervé Gaschignard, de 57 anos, apresentou sua renúncia. Ele teria seguido o conselho do núncio apostólico, o arcebispo italiano Luigi Ventura, representante do Vaticano para a Igreja católica francesa.

O anúncio é mais um duro golpe contra a igreja católica na França, que enfrenta denúncias frequentes sobre pedofilia entre seus representantes na França e é criticada pela forma atrapalhada como administra esses casos.

Depoimentos de jovens

Em comunicado, a diocese de Dax indica que "boatos" sobre Gaschignard tornaram difícil a permanência do religioso na cidade. Segundo o documento, o bispo teria "problemas em sua relação pastoral com jovens".

A associação local "Colosse aux Pieds d'Argile", que luta contra a pedofilia, recolheu nos últimos meses vários depoimentos de jovens que citam o comportamento inapropriado do religioso. Entre eles, está o de um menino de 14 anos, que teria sido interrogado pelo bispo sobre suas experiências sexuais, e uma garota da mesma idade, que declarou que Gaschignard teria feito "declarações que a constrangeram, carícias em suas coxas, beijado sua bochecha e cochichado em sua orelha".

Já o responsável pela comunicação da diocese, Paul Perromat, ressalta que a demissão do religioso não teria relação com "agressões ou atos sexuais". "Até o momento, nenhum boletim de ocorrência foi registrado em Dax", declarou. Segundo ele, a diocese "reza por todas as pessoas envolvidas na história".

Gaschignard, de 57 anos, foi ordenado padre em 1989, bispo em 2008 e era responsável pela diocese de Dax desde 2012.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.