Ouvir Baixar Podcast
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 23/07 09h30 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 21/07 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 23/07 09h33 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 21/07 09h36 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/07 09h57 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/07 15h00 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/07 15h06 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/07 15h27 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Tiroteio em colégio deixa 8 feridos no sudeste da França

media Liceu de Tocqueville, na cidade de Grasse, no sudeste da França, em reprodução do Google Maps. Reprodução/Google Maps

Um tiroteio dentro de uma escola de Ensino Médio de Grasse, no sudeste da França, deixou ao menos oito feridos na manhã desta quinta-feira (16). Segundo fontes policiais, o ataque foi realizado por homem fortemente armado que invadiu o Lycée Tocqueville.

As testemunhas afirmam que o homem atirou principalmente contra o diretor da escola que está entre os feridos. A identidade e o número de vítimas ainda não foram confirmados. A escola foi cercada imediatamente por uma unidade de elite da polícia. O local está sendo vasculhado em busca de cúmplices ou de armas.

Um jovem de 17 anos foi detido, suspeito de ser o autor dos tiros. Ele é um aluno do Lycée Tocqueville e levava várias armas. Inicialmente, outro suspeito era procurado, mas a polícia já descartou essa pista. Os motivos do ataque ainda não foram esclarecidos.

Alerta atentado

Imediatamente após o tiroteio, o alerta para atentado foi acionado na região, próxima à cidade de Nice. Os alunos de todas as escolas de Grasse estão confinados e a população foi orientada a não sair de casa. As autoridades se questionam agora se não houve pressa em acionar o dispositivo de alerta para atentados.

O primeiro-ministro Bernard Cazeneuve encurtou sua viagem à região de Somme para acompanhar a situação. O ministra da Educação, Najat Vallaud-Belkacem, irá ainda hoje ao Lycée Tocqueville.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.