Ouvir Baixar Podcast
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 28/05 09h30 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 26/05 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 28/05 09h33 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 26/05 09h36 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 28/05 09h57 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 28/05 15h00 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 28/05 15h06 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 28/05 15h27 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Marion Cotillard e Guillaume Canet ironizam vida real de celebridades nas telonas

media Cartaz do filme Rock'n roll, com Guillaume Canet et Marion Cotillard DR

Estreia nesta quarta-feira (15) na França o filme Rock'n roll. Interpretado por Guillaume Canet e Marion Cotillard, a trama conta a história de um ator na crise do 40 e ironiza a vida real das celebridades.

Qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência. Em Rock'n roll, o francês Guillaume Canet, que dirige e protagoniza o filme, conta sua própria história. O personagem principal da trama também se chama Guillaume Canet e, como o ator-diretor, é casado com a atriz Marion Cotillard.

O ponto de partida do filme é a constatação de que, aos 43 anos, o ator não atrai mais as jovens atrizes, que o acham fora de moda. A ideia da trama veio após o fracasso de seu projeto anterior como diretor, o filme americano Laços de sangue, quando Canet foi severamente criticado. “Há dois anos, durante uma entrevista, uma jornalista falava de mim usando termos nos quais eu não me reconhecia”, conta o ator.

Mas em Rock'n roll Canet não brinca apenas com a questão da idade. Uma das principais sacadas do filme foi aproveitar a celebridade de sua mulher, a atriz Marion Cotillard, mundialmente conhecida após o Oscar por Piaf - Um Hino ao Amor. Além de fazer personagens cada vez menos importantes, o protagonista do filme é chamado de “senhor Cotillard” por comerciantes e tem que aguentar uma companheira obcecada pelo trabalho.

“Eu achei a ideia muito inspiradora. Além de engraçadas, as cenas trazem uma verdadeira reflexão sobre a imagem”, explica a atriz, que não poupa esforços para se aproximar da realidade. Ao ponto de ensaiar sotaque canadense na hora de dormir, ou passar um dia inteiro mancando para preparar um personagem, em alusões claras à papeis que ela interpretou recentemente. “Rock'n roll mistura algumas coisas que realmente vivemos, mas tudo é tão exagerado, tão voltado para a comédia, que eu não vi nenhuma razão para ter medo de me expor”, completa.

Canet e Cotillard sempre foram alvo de rumores, que associavam os personagens que interpretavam com suas vidas fora das telas. A atriz chegou a ser apontada, no ano passado, como a responsável pela separação de Angelina Jolie com Brad Pitt, com quem a francesa protagonizou o filme Aliados. Já o ator foi perseguido por paparazzi em 2010, motivados pelos boatos de que ele teria um caso com Keira Knightley, sua parceira em Apenas uma noite. Com Rock'n roll, além de desmistificar o glamour do mundo do cinema, Canet mostra que a vida real pode ser banal para todos, inclusive para as celebridades.

O filme não tem data de estreia prevista no Brasil.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.