Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 19/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 19/08 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 19/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 19/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Conservador Fillon se defende de acusações no dia da primária socialista francesa

media François Fillon, ex-premiê francês e candidato da direita à sucessão presidencial, durante discurso neste domingo, 29 de janeiro de 2017. REUTERS/Pascal Rossignol

O ex-primeiro-ministro francês François Fillon, representante do partido Os Republicanos, de direita, na corrida presidencial, fez um comício de lançamento oficial da campanha em Paris neste domingo (29). O evento ocorre no mesmo dia do segundo turno das primárias do Partido Socialista e seus aliados, disputada entre Benoît Hamon e Manuel Valls. A campanha de Fillon está fragilizada, após sua mulher ter sido acusada de ocupar um emprego fantasma.

François Fillon fez um discurso no qual apresentou parte de seu programa no norte de Paris. Segundo os organizadores, mais de 13 mil pessoas assistiram o comício. Temas como controle da imigração, luta contra a delinquência e relações internacionais “para uma Europa forte e uma França livre” foram lançados durante o pronunciamento do ex-primeiro-ministro, que dirigiu o governo na administração de Nicolas Sarkozy, entre 2009 e 2012.

O candidato conservador também respondeu aos ataques que sofreu esta semana, após a revelação de que sua mulher, Penelope Fillon, teria beneficiado de um suposto emprego fantasma. “Eu não tenho medo de nada. Tenho uma carapaça sólida. Mas deixem minha mulher tranquila”, disse o ex-premiê, sob os olhos da esposa, aclamada pelo público. Sobre o caso, Fillon já prometeu entregar todos os documentos necessários para provar sua inocência.

O comício é realizado no mesmo dia em que um novo escândalo balança a campanha do ex-premiê de Sarkozy. Neste domingo o Journal du Dimanche denunciou que Fillon teria beneficiado de desvio de dinheiro quando era senador, entre 2005 e 2007.

“Continuem com a cabeça erguida, não cedam à nenhuma intimidação”, continuou Fillon, afirmando que “a batalha será difícil”.

Primárias socialistas no mesmo dia

O discurso de Fillon é realizado no mesmo dia do segundo turno das primárias do PS e aliados, evento que monopolizou a atenção da mídia neste domingo. O pleito, que reúne boa parte da esquerda francesa, e vai definir o candidato socialista na corrida presidencial, está sendo decidido entre o ex-premiê Manuel Valls e o ex-ministro da Educação Benoît Hamon, grande favorito nas pesquisas.

Considerado a revelação da campanha, Hamon, de 49 anos, faz parte da ala mais à esquerda do PS. Sua proposta de criar um salário universal de € 750 por mês para todos os franceses foi um dos principais temas do programa. Ele também não poupou críticas à política considerada liberal aplicada por Valls, quando o premiê comandava o governo.

Para se impor, o ex-primeiro-ministro não hesitou em multiplicar os ataques. Este barcelonês de 54 anos, que se naturalizou francês aos 20 anos, lançou sua candidatura em novembro, apresentando-a como uma "proposta de revolta" diante da derrota anunciada de seu campo nas presidenciais de abril e maio.

No final do dia os organizadores do pleito registraram uma alta na participação dos eleitores, com relação ao primeiro turno. Os resultados serão divulgados na noite deste domingo.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.