Ouvir Baixar Podcast
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 18/06 09h30 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/06 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 18/06 09h33 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/06 09h36 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/06 09h57 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/06 15h00 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/06 15h06 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/06 15h27 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Famílias baseadas em duas culturas é tema de livro de psicóloga brasileira

Famílias baseadas em duas culturas é tema de livro de psicóloga brasileira
 
A psicóloga e pesquisadora Ivy Daure RFI

A partir de observações clínicas e também da experiência própria, a doutora em psicologia Ivy Daure, lançou na França livro “Familles entre deux cultures – Dynamiques relationnelles et prise em charge systémique” (Famílias entre duas culturas – dinâmicas relacionais e acompanhamento sistêmico).

A autora, professora convidada da Universidade de Bordeaux e coordenadora do diploma universitário de psicologia intercultural, analisa as mudanças sofridas pelo núcleo familiar em deslocamento entre o país de origem e o país de acolhida.

“Eu me instalei na França em 1999 como psicóloga e a questão da interculturalidade foi colocada imediatamente na minha prática, uma vez que a maioria dos meus pacientes eram franceses. E eu me questionei sobre como trabalhar com pacientes franceses, sem ter tido a vivência cultural, pois tudo era novo para mim. Paralelamente surgiu a questão de virar pai, mãe em situação de exílio de imigração”, diz Ivy.

Para a especialista, a “transmissão” é uma palavra-chave: falar a língua de origem com os filhos, contar a história da família que ficou em outro país, o de origem, e como passar a fazer parte da nova cultura. “Como ser, por exemplo, brasileiro e francês, ao mesmo tempo, é a negociação mais complexa do processo”.

Para assistir a entrevista completa, clique na imagem abaixo:
 

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.