Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/08 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Torcedores racistas do Chelsea condenados em Paris a penas suspensas de prisão

media Cena do vídeo em que torcedores do Chelsea empurram homem em Paris. Capture de tela

Quatro torcedores do clube londrino Chelsea foram condenado nesta terça-feira (3) em Paris a penas suspensas de prisão de seis a doze meses por ato de racismo cometido no metrô da capital francesa no ano passado. Eles também foram condenados a pagar € 10 mil euros de multa.

“Justiça foi feita”, declarou após o veredito a vítima, o franco-mauritano Souleymane Sylla, 33 anos na época.

O episódio aconteceu no dia 17 de fevereiro de 2015, antes de uma partida do Paris Saint-Germain e o Chelsea pela Liga dos Campeões. Na plataforma, um passageiro negro tenta entrar várias vezes em um vagão e é repelido várias vezes por torcedores do Chelsea, que gritam: “Nós somos racistas e gostamos de ser assim”. A cena foi registrada em vídeo por um inglês e publicada pelo site do jornal The Guardian.

Em entrevista ao diário, Paul Nolan conta que estava na parada Richelieu-Druot quando o trem lotado chegou. Os torcedores ingleses gritavam e insultavam outras pessoas. Então ele resolveu filmar. “Como britânico, fiquei com vergonha. Eles empurravam o homem negro com muita força. Se fosse uma pessoa pequena, teria se machucado. Mas ele foi agredido e humilhado”, conta Nolan.

Atos recorrentes de racismo

Dois dos réus, ausentes, foram condenados a doze meses de prisão com sursis (supensão condicional) por “violências e incitação de caráter racista em grupo”, pelo tribunal correcional de Paris. Os outros dois, presentes, tiveram penas de oito e seis meses, respectivamente, também suspensas, pelos mesmos crimes.

Três dos quatro acusados já foram condenados em Londres em julho de 2015. Eles foram proibidos de entrar em estádios esportivos, dentro e fora do Reino Unido, por cinco anos. O quarto acusado foi condenado a três anos de proibição por ter cantado junto aos seus companheiros: "somos racistas e gostamos".

O Chelsea baniu para sempre os torcedores do estádio Stamford Bridge.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.