Ouvir Baixar Podcast
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 25/06 09h30 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 28/06 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 25/06 09h33 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 28/06 09h36 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 28/06 09h57 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 28/06 15h00 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 28/06 15h06 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 28/06 15h27 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

François Fillon: o retorno da direita conservadora francesa

Por
François Fillon: o retorno da direita conservadora francesa
 
O candidato nas primárias da direita francesa, François Fillon, é capa das revistas semanarias L'OBS e Le Point. RFI

A imprensa semanal francesa desvenda os segredos de François Fillon, o fenômeno que “ninguém viu chegar” nas primárias do partido de direita Os Republicanos. O ex-primeiro-ministro surpreendeu e liderou com folga o primeiro turno da votação, que será definida neste domingo (27).

Se a ascensão se confirmar, Fillon se tornará o candidato da direita nas eleições presidenciais do ano que vem. Ele ocupa a capa de duas das principais revistas da França. L’Obs o descreve como “super-reacionário, ultraliberal e pró-Putin”, enquanto a manchete de Le Point é: “O inacreditável senhor Fillon”.

Discreto, avesso à mídia e sem carisma, o ex-premiê conquistou o eleitorado graças ao desempenho nos debates anteriores ao primeiro turno das primárias.

L’Obs indica que Fillon encarna “a verdadeira direita descomplexada”, uma expressão reivindicada pelo ex-presidente Nicolas Sarkozy. A diferença, sublinha o texto, é que o ex-primeiro-ministro não adota essa posição à base de um discurso agressivo, ao contrário de Sarkozy. Fillon reivindica as origens cristãs da França sem fórmulas vulgares em relação às demais religiões, indica a revista.

Ex-escoteiro e queridinho dos católicos

Nesse contexto, o ex-premiê conta com o fiel apoio da burguesia tradicional católica e conservadora francesa – é o candidato incontestável dos adeptos da Manif pour Tous, o movimento que luta até hoje para reverter a lei sobre o casamento entre homossexuais. Fillon prometeu não voltar atrás nessa permissão, mas gostaria de reescrever o trecho que dá aos casais do mesmo sexo o direito de adotarem filhos.

Ex-escoteiro, como lembra Le Point, ele também se posicionou contra o aborto, um direito adquirido há mais de 40 anos pelas francesas, evocando a sua “fé católica”. O cristianismo, ressalta L’Obs, é um dos elementos que o aproximam do líder russo Vladimir Putin – que, para Fillon, representa um “escudo de um Ocidente cristão cercado”.

Dentro do próprio partido, o ex-premiê tem a imagem de um político fraco, um número 2 que todos pensavam não ter maiores ambições – no entanto, L’Obs indica que, graças ao estilo reservado, a ascensão dele se fez de maneira “lenta, porém segura”. “Fillon não fez barulho, mas foi em frente”, afirma o texto.

Le Point também chama a atenção para essa “ressurreição fulminante”: em diversas ocasiões, ele “quase foi descartado da política”, mas “resistiu a todo as humiliações e agora termina em virada espetacular”.
 


Sobre o mesmo assunto

  • França: candidatos às primárias da direita têm último debate antes do 2° turno

    Saiba mais

  • França/Política

    Conheça François Fillon, o candidato da direita para a presidência francesa

    Saiba mais

  • França/eleições

    Sarkozy fica fora da corrida presidencial derrotado por ex-premiê

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.