Ouvir Baixar Podcast
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 26/03 09h30 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 29/03 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 26/03 09h33 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 29/03 09h36 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 29/03 09h57 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 29/03 15h00 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 29/03 15h06 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 29/03 15h27 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

“Aquarius” estreia na França sob os aplausos da crítica

media Sonia Braga incarne Clara dans « Aquarius », un film du réalisateur brésilien Kleber Mendonça Filho. Festival de Cannes 2016

A imprensa francesa desta quarta-feira (28) não poupa elogios ao filme brasileiro "Aquarius", que estreia hoje na França. Todos os jornais nacionais publicam artigos sobre o longa de Kleber Mendonça Filho, estrelado por Sonia Braga.

Le Monde dedicou duas páginas inteiras ao filme, com direito a chamada de capa e uma longa entrevista com o diretor Kleber Mendonça Filho. O texto lembra a carreira do cineasta, faz um balanço dos últimos acontecimentos políticos no Brasil e cita a polêmica envolvendo Aquarius, depois que a equipe protestou contra o impeachment de Dilma no último festival de Cannes.

O filme que representou o Brasil em Cannes sem levar nenhum prêmio, lamenta o jornal, foi inicialmente liberado apenas para os maiores de 18 anos. Mas diante da polêmica de uma possível retaliação do governo Temer, foi liberado para maiores de 16 anos. "Aquarius", apesar de ser um dos melhores filmes brasileiros do ano, também ficou de fora da escolha do longa que irá representar o Brasil no Oscar, observa Le Monde.

História da personagem se confunde com contexto político

Le Monde diz que o cineasta Kleber Mendonça Filho está preocupado com a situação surrealista que atravessa o país, e essa situação se reflete claramente em "Aquarius" e na história de Clara. A personagem interpretada por Sonia Braga vive sozinha no único apartamento habitado de um prédio na praia de Boa Viagem, em Recife, e é pressionada a deixar o local por especuladores imobiliários.

O jornal Libération também dedicou uma reportagem ao filme. “Aquarius”, lembra o texto, é uma esplêndida metáfora do marasmo em que está mergulhado o Brasil. O jornal de esquerda lembra que Kleber ficou conhecido na França com seu primeiro longa, “O Som ao Redor”, e que este segundo filme faz a crônica da luta de uma mulher assediada por especuladores imobiliários.

Nostálgico e combativo

Kleber também concedeu uma entrevista ao Le Figaro e revela que a personagem de Clara é uma projeção da mãe dele. Em Aquarius, um filme musicalmente nostálgico e combativo, o cineasta faz de Sonia Braga uma sexagenária revoltada, aponta o jornal conservador. Aliás, a atuação da veterana atriz brasileira é tão elogiada quanto o trabalho do diretor pernambucano.

O jornal Aujourd'hui en France, garante que Aquarius é uma obra única, pelo seu tema, que é um testemunho dos métodos perversos da sociedade capitalista, e pelo incomparável carisma de Sonia Braga. O único bemol de todas as críticas está no Les Echos. Para o jornal econômico, Kleber Mendonça assina uma obra ambiciosa, engajada, mas desigual.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.