Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/02 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/02 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 18/02 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/02 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 18/02 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 18/02 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Peregrinação a Lourdes começa sob forte esquema de segurança

media Policial caminha nesta quinta-feira (11) ao lado de peregrinos no Santuário de Lourdes, no sul da França. pascal Pavani/AFP

O santuário de Lourdes (sudoeste da França), um dos principais locais de peregrinação católica no mundo, começou a receber nesta quinta-feira (11) milhares de fiéis para a comemoração da Assunção da Virgem Maria, um dogma da igreja católica celebrado anualmente no dia 15 de agosto. Diante da ameaça terrorista, as autoridades adotaram medidas excepcionais de segurança para acolher os visitantes.

Cerca de 25.000 fiéis vindos do mundo todo devem assistir a missa solene em homenagem à Virgem Maria na próxima segunda-feira em Lourdes. Por causa da onda de atentados terroristas na França, e o recente assassinato do padre Jacques Hamel por dois jihadistas do grupo Estado Islâmico, no dia 26 de julho, as autoridades reforçaram a segurança nesta 143ª edição da festa religiosa. 

As celebrações começam amanhã com uma procissão que teve seu trajeto alterado para facilitar a ação da polícia. Em seguida, até 16 de agosto, serão realizadas conferências, vigílias e orações sobre o tema da "misericórdia". Policiais já ocupam a área de 52 hectares do santuário, que conta com 22 locais de culto. 

O número de acessos foi reduzido de 12 para três entradas. Os peregrinos são sistematicamente revistados, num procedimento que só foi visto no passado nas visitas dos papas João Paulo 2° (2004) e Bento 16 (2008). O número exato de policiais envolvidos na operação não foi divulgado, mas a delegacia de Lourdes recebeu o reforço de 249 homens do batalhão de choque e 27 militares da operação Sentinela.

O ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, anunciou sua visita para o sábado (13), a fim de "inspecionar o dispositivo de segurança" no âmbito de uma ameaça terrorista que permanece "extremamente alta".

Santuário recebe 6 milhões de visitantes por ano

Ainda não é possível saber se os ataques vão afastar os visitantes de Lourdes. O número de frequentadores das cerimônias só será divulgado na terça-feira, quando a programação for encerrada. Uma curiosidade é que o número de peregrinos é calculado em função das hóstias distribuídas no ritual da comunhão.

O santuário de Lourdes tornou-se uma referência para os católicos a partir de 1858, quando a menina Bernadette Soubirous, de apenas 14 anos, disse ter tido visões da Virgem Maria em uma gruta rochosa. Seguindo "orientações divinas", ela chegou até uma fonte na Frotte de Massabielle.

Desde a última visão de Bernardette, em 1862, os peregrinos visitam a gruta em busca de curas milagrosas para doenças e deficiências. Eles costumam deixar no local muletas e outros objetos, além de encher garrafas com a água milagrosa. Alguns visitam a casa onde a menina viveu com a família.

As visões de Bernadette foram reconhecidas pelo Vaticano e a garota foi beatificada em 1933. Desde então, uma multidão de fiéis visita Lourdes na esperança de obter alívio para problemas de saúde e dores da alma.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.