Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 24/11 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 24/11 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 24/11 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 24/11 08h57 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 24/11 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 24/11 08h30 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 19/11 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 19/11 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Greve dos comissários de bordo da Air France custou € 90 milhões

media A greve de uma semana dos comissários de bordo da Air France termina nesta terça-feira, 2 de agosto de 2016. Stephane de Sakutin/AFP

A greve de comissários de bordo da Air France termina nesta terça-feira (2) com prejuízos de € 90 milhões para a companhia e 180 mil clientes afetados em uma semana de mobilização. Uma nova paralisação será discutida pelos sindicatos, que pedem o adiamento do novo acordo trabalhista negociado com a direção da empresa.

O balanço da greve dos comissários de bordo da Air France, iniciada na quarta-feira (27) da semana passada, foi feito hoje pelo presidente da empresa, Frédéric Gagey. Segundo ele, o prejuízo provocado pela paralisação é "um valor extremamente importante, que daria para comprar um grande avião de passageiros."

Na segunda-feira (1), sexto dia de mobilização, a empresa teve que cancelar cerca de 150 voos nos aeroportos de Roissy e Orly, em Paris. A previsão para esta terça-feira é que 90% dos voos, principalmente domésticos e regionais, sejam cancelados. Nenhum voo intercontinental será afetado, garante a Ari France.

Novas negociações em agosto

O movimento foi lançado por dois sindicatos da categoria durante as férias de verão na França, quando os aeroportos têm muito movimento. Eles protestam contra a entrada em vigor no novo acordo trabalhista da empresa, previsto para primeiro de novembro.

A direção da Air France propôs a retomada das negociações durante o mês de agosto. Os sindicatos aprovaram o anúncio. "Somos favoráveis à retomada do diálogo. Nosso objetivo é chegar a um acordo", afirmou à Reuters Christelle Auster, secretária-geral-adjunta do SNPNC (Sindicato Nacional do Pessoal de Navegação Comercial). Ela garantiu que o sindicato não deseja reconduzir a greve.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.